Como você sabe, o Dia dos Pais é comemorado anualmente aqui no Brasil no segundo domingo de agosto. Mas você sabe de onde surgiu a ideia de criar uma data específica para homenagear os papais? Na verdade, existem algumas versões sobre a origem da celebração e, segundo uma delas, a data teria se tornado popular graças ao marketing.

De acordo com o Discovery News, o Dia dos Pais foi consolidado como uma data para presentear os papais por uma associação de comerciantes de roupas masculinas de Nova York, que fez uma parceria com a indústria de cartões comemorativos. Tudo isso aconteceu durante a Grande Depressão, quando os lucros estavam bem abaixo do esperado, e o objetivo era impulsionar as vendas de gravatas e cartõezinhos de felicitação.

Calma lá...

Entretanto, apesar de a tradição de homenagear os pais estar relacionada com algo tão mundano como a ideia de vender mais presentes, existe outra explicação para a origem da data. Segundo o site how stuff works, quem teve a ideia de criar um dia para homenagear os pais foi uma moça de Washington chamada Sonora Louise Smart Dodd. A inspiração aconteceu em 1909, enquanto a jovem estava em um serviço religioso dedicado ao Dia das Mães.

A mãe de Sonora morreu durante o parto de seu quinto irmão, deixando para o pai da moça — William Jackson Smart, um veterano da Guerra Civil — a difícil tarefa de criar seis filhos sozinho. Assim, a jovem, que sentia um enorme carinho pelo pai, começou a se perguntar quanto ao motivo de existir um dia para homenagear as mães, mas não haver um para os pais.

Ativista

Sonora começou a fazer campanha para promover a criação da data, ganhando o apoio da YMCA local — conhecida aqui no Brasil como ACM ou Associação Cristã de Moços — e de outra entidade religiosa. No ano seguinte, em 1910, o primeiro serviço religioso em homenagem aos pais foi celebrado no dia 19 de junho e, pouco a pouco, a tradição foi se espalhando pelo país.

No entanto, a oficialização só aconteceu em 1972, depois que o Presidente Richard Nixon estabeleceu que o Dia dos Pais deveria ser celebrado anualmente nos EUA no terceiro domingo de junho. Sonora foi homenageada por sua contribuição em 1974 e faleceu em 1978, aos 96 anos de idade.

Em terras tupiniquins

De acordo com o Guia dos Curiosos, a comemoração só chegou no Brasil em 1953 e, em um primeiro momento, a data foi disseminada pelo jornal O Globo para atrair anunciantes. Mas, em 1955, diversos veículos de comunicação — como a TV Record e a Rádio Panamericana — se uniram para organizar um concurso do Dia dos Pais em São Paulo, durante o qual foram eleitos o pai mais jovem, o mais velho e o com o maior número de filhos.

A partir disso, a celebração começou a acontecer todo dia 16 de agosto, ou seja, no dia de São Joaquim, sendo mais tarde transferida para o atual “segundo domingo de agosto”. E, se você ficou curioso em saber quem foram os vencedores do concurso de 1955, o pai mais jovem foi um rapaz de 16 anos, o mais velho foi um senhor de 98, e o com o maior número de filhos foi um homem que tinha 31 herdeiros!

Pais babilônios

Apesar de a festividade nos moldes atuais ter surgido há menos de 100 anos, diversos historiadores afirmam que a história do Dia dos Pais é, na verdade, muito mais antiga. Segundo o site Father’s Day, foram encontradas evidências de que o costume de homenagear os pais existe há mais de 4 mil anos!

Os historiadores baseiam sua afirmação na descoberta de uma mensagem escrita por um garoto chamado Elmesu. O menino teria escrito em um “cartão” — uma placa feita de argila — desejando boa saúde e vida longa ao seu pai, um babilônio que viveu há milhares de anos.

Mais curiosidades:

  • Em muitos países católicos, o Dia dos Pais é comemorado no dia 19 de março, ou seja, no Dia de São José;
  • Enquanto no Brasil o costume é de celebrar a data no segundo domingo de agosto, em várias partes do mundo — como na Argentina, no Canadá, no Chile, no Japão, na França, nos EUA e no Reino Unido — a festa acontece no terceiro domingo de junho;
  • Nos países escandinavos, o Dia dos Pais é comemorado no segundo domingo de novembro, enquanto na Austrália e na Nova Zelândia a celebração ocorre no primeiro domingo de setembro;
  • Durante os anos 20 e 30, surgiu um movimento nos EUA em favor da criação uma única data para celebrar o dia dos pais e das mães, com a premissa de que os dois deveriam ser amados e respeitados juntos;
  • Só nos EUA, a venda de presentes e cartões movimenta mais de US$ 1 bilhão por ano. O Dia das Mães, por outro lado, movimenta mais de US$ 18 bilhões.

*Publicado originalmente em 05/08/2014.