Você também já se perguntou por que é que a Ciência não inventou algumas soluções práticas para os grandes dilemas da vida moderna? Você já questionou a utilidade de algumas pesquisas comportamentais que, para você, não fazem muita coisa além de comprovar o óbvio? Pois é. Esses seus questionamentos são bastante comuns em muitas pessoas. O site Live Science fez uma listinha de coisas incríveis que a Ciência bem que poderia inventar o mais breve possível. Confira alguns desses itens e depois nos conte o que você acharia se eles estivessem disponíveis na farmácia mais próxima:

1 – A pílula da Inteligência

Fonte da imagem: Reprodução/Gipoteza

Porque passar a vida inteira ouvindo que Einstein foi “o cara” é chato. Você também poderia ser um gênio, contanto que existisse algum remedinho que garantisse o nível hard aos processos cerebrais ligados à memória. É pedir demais?

Antes que você fique revoltado com os pesquisadores da mente humana, saiba que os estudos a respeito da memória são muito frequentes, mas nosso cérebro é realmente uma coisa complexa, difícil de ser manipulada. As principais vertentes estudadas quando o assunto é memória são ligadas a condições como o mal de Alzheimer e outras demências. Já se sabe, por exemplo, que alguns roedores têm moléculas específicas que são responsáveis por melhorar e bloquear certas memórias. Mas como isso pode ser usado em humanos ainda é um mistério.

2 – A pílula do emagrecimento

Fonte da imagem: Reprodução/Plenilunia

Lógico que já existem remédios para quem busca perder peso, mas alguns deles têm efeitos colaterais desagradáveis e muitos agem “apenas” como auxiliares de uma dieta saudável. O que muita gente por aí queria mesmo é a invenção de uma pílula mágica, que não faça mal e que funcione.

Em 2010, só nos EUA, o lucro com a venda de remédios para emagrecimento e suplementos alimentares foi de US$ 60,9 bilhões. Ou seja: esse é um gigante mercado e é por isso que muitos produtos são vendidos por aí como milagrosos. Lembre-se sempre de verificar se o produto que você quer comprar é legalizado. Isso, claro, falando sempre com um profissional qualificado. Afinal, a pílula milagrosa só está nessa lista porque ainda não existe. Não caia em golpes com falsas promessas – sua saúde não precisa disso.

3 – Tônico capilar que bloqueie a calvície

Fonte da imagem: Reprodução/Otzhigaem

“É dos carecas que elas gostam mais”, dizia a música, mas eles é que não querem saber de ficar calvos. Não faltam produtos para tratar a queda de cabelos. O problema é que muitos deles são de uso contínuo e alguns simplesmente não fazem efeito. Alguns homens reclamam também dos produtos que só aumentam o crescimento em algumas áreas da cabeça e não em toda ela. Tem que ver isso aí, hein!

4 – A fonte da juventude

Fonte da imagem: Reproução/SteveYeo

Imagina só que legal poder ser jovem para sempre! Mas aí o mundo iria ser cheio de gente velha com cara de 20 aninhos, já pensou? Você na balada de olho naquela vovó que parece com a mocinha do seu cursinho... Ainda assim, muita gente por aí sonha com a eterna – e utópica – juventude.

Se não for para ter uma carinha jovem para todo o sempre, algumas pessoas querem viver por mais tempo. Para isso, há certas regrinhas: boa alimentação e prática de exercícios e hábitos de vida saudáveis. Isso e um pouco de sorte podem fazer com que você viva bastante e talvez até passe dos 100 anos. Mais do que isso, não se pode garantir.

Alguns estudos afirmam que manter uma dieta de baixa ingestão de calorias é ideal para quem quer viver bastante. As pesquisas atuais estão tentando descobrir as alterações genéticas causadas pela baixa ingestão de calorias, a fim de usar isso em futuros estudos sobre longevidade. Mas, por enquanto, contente-se com o fluxo natural da vida, busque ser mais saudável, diminua o consumo de alguns alimentos muito calóricos, pratique algumas atividades físicas e se conforme: não existe fonte da juventude.

5 – Poção do amor

Fonte da imagem: Reprodução/Beyn

Porque aí bastaria que você se apaixonasse por uma pessoa e pronto: era só fazer com que ela bebesse a poção do amor para que vocês vivessem felizes para sempre. O problema é que isso não é assim tão simples, até porque o amor é uma das coisas mais subjetivas de todas, tem significados diferentes para pessoas diferentes. Amor não é um carro, que você sabe que é um carro e pronto. Amor é, antes de tudo, uma variável. Tem gente que ama quem é inteligente, tem quem ama quem segue um padrão de beleza, ou quem é nerd, ou quem é sedutor e por aí vai.

“O amor é uma flor roxa que nasce no coração dos trouxas” ou pode ser também “um fogo que arde sem se ver”. O fato é que o amor é também um conjunto de reações químicas, e uma substância chamada ocitocina é conhecida no mundo científico como uma das responsáveis pelos laços amorosos e pela monogamia – que é um conceito não tão natural assim.

Existem produtos feitos à base de ocitocina, vendidos como fórmulas capazes de atrair a confiança de parceiros de trabalho, membros da família e, claro, futuros parceiros românticos. Não caia nessa, pois isso não funciona – aliás, seu corpo já produz esse hormônio. Na dúvida, use a sua inteligência para conquistar a pessoa amada. Dizem as más línguas que ela é um dos melhores afrodisíacos.