Sabe a criatura sinistra da imagem? Ela foi descoberta acidentalmente por madeireiros de uma companhia chamada Georgia Karft Corp., em 1980, quando eles começaram a cortar o tronco de uma árvore. Imagine só o susto inicial que esses caras não devem ter levado ao se deparar com isso! No entanto, apesar da aparência assustadora, se trata de um pobre cão que deve ter ficado preso no tronco e morreu ali mesmo.

Pecado...

De acordo com Katie Serena, do site All That Is Interesting, os madeireiros estavam trabalhando em um bosque de carvalhos na região sul da Geórgia, nos EUA, e, depois de cortar uma das árvores e carregar o tronco em um caminhão de transporte, um dos integrantes do time notou que a peça parecia oca e foi bisbilhotar. Foi então que, após espiar o interior da planta, o homem descobriu o cachorro “olhando” diretamente de volta para ele — e mostrando os dentes.

Cachorro mumificado(All That Is Interesting/Newsweek)

Obviamente o pobre animal já levava um tempão morto, mas o pessoal da madeireira resolveu contatar especialistas para conferir a descoberta. Segundo Katie, os pesquisadores que examinaram a carcaça concluíram que provavelmente se trata de cachorro dos anos 60 que, um belo dia, decidiu perseguir um esquilo, entrou no tronco atrás do bichinho.

O que parece ter acontecido é que o cão entrou através de uma abertura na altura das raízes da árvore, foi se metendo através do tronco oco e subindo pouco a pouco atrás do esquilo. Entretanto, quanto mais alta a planta, mais estrito vai se tornando o seu interior — assim, pelo posicionamento das patas do cachorro, os especialistas deduziram que ele foi se esgueirando tronco acima até ficar com o corpo preso.

Múmia acidental

Só que, ao não conseguir dar meia volta e retornar por onde tinha se metido, o pobre cão acabou morrendo ali mesmo. O interessante é que, quando um animal morre na natureza, o mais comum é que seu corpo entre em decomposição, seja atacado por outros bichos e fique à mercê dos elementos. No entanto, como o cachorro morreu dentro da árvore, sua carcaça acabou ficando protegida durante anos — até ser descoberta pelos madeireiros.

Cachorro mumificado(All That Is Interesting)

E tem mais: como o corpo do cachorro se encontrava em um local tão confinado, é possível que outros animais nem sequer tenham sentido o cheiro de morte, sem falar que o próprio tronco (de carvalho) contém compostos, como os taninos, por exemplo, que propiciaram a preservação do bichinho. Ademais, os especialistas acreditam que a árvore deva ter absorvido a umidade liberada pela carcaça, contribuindo para o processo de mumificação.

É impossível afirmar com total certeza que a morte do cachorro se deu exatamente dessa forma, mas a reconstrução dos acontecimentos parece bem plausível. Seja como for, os madeireiros decidiram não remover o cão mumificado do tronco e doaram a curiosa “tumba” de carvalho para um museu. O animal, apelidado de Stuckie — a palavra stuck em inglês significa emperrado ou preso —, hoje se encontra em exposição no Southern Forest World, na Geórgia.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!