Produção de conhecimento e valorização da vida humana são dois grandes pilares para uma sociedade que se preocupa com a evolução das pessoas que a compõem. E ambos marcam presença nesta edição dos Drops Históricos, que fecha outubro e abre novembro.

Vamos começar a coluna desta semana contando um pouco sobre a história da Biblioteca Nacional, que na época de sua fundação se chamava Real Biblioteca, dois séculos atrás. Depois, falamos sobre dois estados que entraram para a ONU, extrapolamos os limites da atmosfera, chegando aonde a cachorrinha Laika foi, e retornamos para abordar a fundação da Unesco.

Então acompanhe com a gente!

29 de outubro

1810: Fundação da Real Biblioteca

Hoje, ela se chama Biblioteca Nacional do Brasil. Mas, em 1808, quando D. João VI e sua corte chegaram ao Rio de Janeiro, a união de livros que integravam a comitiva do monarca ajudou a compor o acervo de um espaço que foi então chamado de Real Biblioteca.

Autorizada por decreto em 27 de julho de 1810, a Real Biblioteca ocupava então as salas do Hospital da Ordem Terceira do Carmo, na Rua Direita, que hoje se chama Rua Primeiro de Março, sendo inaugurada oficialmente em 29 de outubro do mesmo ano.

Em junho de 1811, o bibliotecário português Luís Joaquim dos Santos Marrocos chegou ao Brasil com mais um lote de livros para compor o acervo, que foi concluído inicialmente em novembro, com outros 87 caixotes de títulos trazidos por José Lopes Saraiva.

Em 1858, ela foi transferida para uma sede na Rua do Passeio, onde ficou até 1910, quando completou 100 anos e foi transferida para a sede atual, na Praça da Cinelândia, no Rio de Janeiro.

O acervo foi crescendo ao longo das décadas, assim como suas atribuições, e hoje a Biblioteca Nacional é a maior da América Latina.

30 de outubro

1938: "A Guerra dos Mundos" é transmitida via rádio

Se você acha que acreditar em qualquer boato que chega pelo WhatsApp sem questionar é coisa de hoje, está redondamente enganado! Um episódio da história da humanidade prova que aceitar o que chega via diferentes mídias como verdade é um mal do ser humano. Em 1938, o cineasta Orson Welles narrou na rádio Columbia Broadcasting System uma peça de radioteatro inspirada no livro de H.G. Wells chamado "A Guerra dos Mundos".

A peça simula uma transmissão de emergência que noticia com alarme uma invasão alienígena. O problema foi que as pessoas foram pegas de surpresa e acreditaram. A atuação de Wells na narração foi tão convincente que o público começou a entrar em pânico, e o episódio entrou para a história como uma das pegadinhas mais bem-sucedidas de todos os tempos.

31 de outubro

1996: Voo TAM 402 cai em São Paulo

Em 1996, o Voo TAM 402 decolou de Curitiba tendo como objetivo o Aeroporto Internacional do Recife, fazendo escala em São Paulo. Ao sair do Aeroporto de Congonhas, no entanto, ele caiu no bairro do Jabaquara e se chocou com um conjunto de prédios.

A ativação do reversor de empuxo de um dos motores fez com que a aeronave perdesse sustentação e velocidade e caísse ali mesmo na cidade de decolagem. A aeronave, um Fokker 100, levava 96 passageiros e tripulantes, que perderam a vida, assim como três outras pessoas em solo.

1º de novembro

1942: Cruzeiro vira padrão monetário no Brasil

A moeda brasileira já teve diferentes nomes antes de ser Real. Já tivemos Cruzado, Mil-réis e o Cruzeiro, que em 1º de novembro de 1942 se tornou a moeda oficial do país. O mundo inteiro vivia uma crise econômica que começou com a queda da bolsa de valores dos Estados Unidos em 1929. Antes mesmo de isso acontecer, o governo brasileiro já pensava em substituir os Mil-réis por uma nova moeda, chamada de Cruzeiro de Ouro. Somente em 1942, no entanto, se deu a implantação oficial no país.

2 de novembro

1755: Nasce Maria Antonieta, Rainha da França

A arquiduquesa da Áustria e rainha consorte da França e Navarra foi a 15ª filha de Francisco I do império Romano Germânico e da imperatriz Maria Teresa da Áustria.

Em 1770, ela se casou, com apenas 15 anos. Seu matrimônio foi usado como uma estratégia política para estreitar os laços entre dois países inimigos. Uma das mais populares — e odiadas!  figuras da corte francesa, ela era acusada de favorecer a corte austríaca nas decisões.

3 de novembro

1957: Cadelinha Laika viaja no Sputnik 2

Na Rússia da Guerra Fria, a cadelinha Laika foi resgatada das ruas de Moscou para fazer parte do programa espacial do país, o Sputnik.

Em 1957, ela foi enviada para o espaço no primeiro voo com um ser vivo a orbitar o planeta. Infelizmente, a missão da cachorrinha já era conhecidamente cruel: ela não teria como voltar, e os cientistas já sabiam disso.

Laika morreu devido ao superaquecimento de Sputnik na subida, muito antes do esperado.

4 de novembro

1946: Fundação da Unesco

Lembra quando a gente falou sobre a Biblioteca Nacional do Brasil? Ela foi considerada pela Unesco uma das dez maiores do mundo.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura nasceu de uma conferência internacional 1 ano antes, que juntou 44 delegações, reunidas em prol de um único objetivo: promover uma cultura de paz no mundo, que estava devastado pela Segunda Guerra Mundial.

Em seus primeiros anos de atuação, a Unesco se dedicou a fomentar a valorização da literatura e do ensino básico. Em 1958, a organização inaugurou sua sede permanente em Paris. Na década de 60, passou a se voltar a questões de sustentabilidade; e, nas décadas de 70 e 80, ingressaram na pauta da Unesco os temas de Patrimônio Mundial, Cultural e Natural.

Hoje, são 195 membros e outros 9 associados, e a Unesco se tornou uma das principais organizações de manutenção da paz e das relações internacionais.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!