A relação de Kate Foster com a ginástica olímpica começou quando ela tinha apenas 7 anos de idade. Foi amor ao primeiro salto e, desde então, a atleta mirim fazia questão de se dedicar o máximo possível ao esporte. Quando Kate tinha 12 anos, no entanto, um diagnóstico de leucemia mudou o curso de sua vida, até então cheia de saúde e alegria.

A doença evoluiu rapidamente e acabou provocando uma infecção grave em uma de suas pernas, que precisou ser amputada. Assustada ao ouvir que teria de viver sem sua perna, a pequena ginasta disse aos médicos que isso não poderia acontecer, afinal ela era atleta. Acontece que a situação era tão complicada que Kate não tinha escolha: era perder a perna ou a vida.

A essa altura é até de se esperar que Kate tenha se deprimido ao extremo, certa de que sua vida como ginasta estava acabada. A treinadora da garota, no entanto, não aceitou o diagnóstico como uma sentença de afastamento definitivo do esporte, até mesmo porque ela já tinha treinado uma ginasta de uma perna só anteriormente – por que não fazer o mesmo com Kate, então?

Final feliz

Kate's beam routine at the 2016 Bravo Classic.

Posted by Lynn E. Foster on Saturday, 16 January 2016

Toda essa história aconteceu há quatro anos, e agora Kate é uma adolescente saudável de 16 anos de idade. Adivinha só o que ela está fazendo? Treinando e competindo de igual para igual com ginastas de sua idade.

Com uma prótese, Kate voltou aos treinos e fez questão de não receber qualquer tratamento diferenciado. Ela queria treinar como as outras ginastas, e assim aconteceu. Hoje, a ginasta treina e compete normalmente, e, se comete algum deslize, é punida com a perda de pontos, como acontece com as outras ginastas.

O vídeo que você vê acima foi publicado por ela no Facebook e, desde então, já foi assistido quase 5 milhões de vezes por pessoas de todo o mundo. Nele, percebemos que a garota é realmente uma ginasta de talento raro.

Ainda assim, ela não se enxerga como uma espécie de heroína ou de grande exemplo: “as pessoas me dizem a todo momento que eu sou uma inspiração, mas eu sou apenas eu”, disse ela em uma entrevista.

O que você pensa quando conhece histórias de superação como a de Kate? Comente no Fórum do Mega Curioso