Um japonês de 112 anos e 259 dias foi considerado pelo Guinness World Records, como o mais novo homem mais velho do mundo. Masazo Nonoka recebeu o certificado em sua casa, em Ashoro, no norte da ilha de Hokkaido, Japão.

Nonoka, que gosta muito de comer doces, e cuja família administra uma pousada de fontes termais no norte do Japão há quatro gerações, celebrou a grande notícia com um apropriado bolo comemorativo.

Em entrevista ao site de notícias britânico The Independent, a família do centenário afirmou que Nonoka deve sua longevidade à sua atração por imersão nas fontes termais e sua disposição para comer bolos e doces.

1

Mais de um século

Masazo Nonoka nasceu próximo à virada do século 20, no dia 25 de julho de 1905, um pouco antes de Albert Einstein publicar a Teoria da Relatividade. Ele foi criado em uma grande família e, anos depois, recebeu a missão de administrar a pousada de seus pais. O empreendimento passou pelo teste do tempo e agora é administrado pela neta de Nonoka.

O homem mais velho do mundo possui hábitos simples: passa o dia assistindo televisão, especialmente lutas de sumô e dramas de samurais. Além disso, ele adora se debruçar sobre o jornal após tomar café da manhã e passar tempo com a família.

2

Geração centenária

Nonoka já perdeu todos os irmãos (foram sete ao todo) e também a esposa e dois de seus cinco filhos. Embora não consiga mais andar, ele se locomove sozinho com a ajuda de uma cadeira de rodas.

Ele assumiu o título de homem mais velho do mundo depois que o espanhol Francisco Nuñez Olivera faleceu em fevereiro, aos 113 anos.

O Japão é famoso pela longevidade de seus cidadãos: segundo dados do governo de 2017, cerca de 68 mil pessoas haviam completado ou passado dos 100 anos. O país tem umas das mais altas taxas de idosos no planeta, sendo que um quarto das pessoas tem 65 anos ou mais.