A observação sempre foi o pontapé inicial dado pelos pintores paisagistas antes das suas primeiras pinceladas. Depois de absorverem as cenas que mais chamavam a sua atenção, eles as transportavam para suas telas e as retratavam, cada um à sua maneira — sem deixar de lado as características que faziam aquele local parecer único.

A crescente urbanização das cidades, porém, alterou a paisagem de muitas localidades, e as mudanças trazidas ao longo do tempo acabaram impedindo a contemplação da mesma visão que os pintores tiveram na época de produção das suas obras. Só que, felizmente, houve algumas exceções e, a seguir, nós vamos apresentá-las a você:

1. "Terraço do Café na Praça do Fórum", de Vincent Van Gogh

2. "Montanha Sainte-Victoire", de Paul Cézanne

3. "A Lagoa de Lírios-d'água", de Claude Monet

4. "Houses of Parliament Sunset", de Claude Monet

5. "O Almoço dos Barqueiros", de Pierre-Auguste Renoir

6. "O Grito", de Edvard Munch

7. "American Gothic", de Grant Wood

8. "Lake McArthur", de James MacDonald

9. "Uma Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte", de Georges Seurat

10. "Christina's World", de Andrew Wyeth

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!