Espalhados pelo planeta, existem inúmeros locais com um acúmulos significativo de água que, além de exercerem sua função natural, quase sempre acabam como um ponto turístico. Enquanto alguns são verdadeiros tesouros para seus países, outros podem ser até mesmo perigosos, caso alguém se empolgue e tente um mergulho. Com base nessa lista, apresentamos 7 dos mais incríveis corpos de água do planeta, mostrando o quão impressionante a natureza pode ser.

1. Lago Pitch, Trinidad

Lar do maior depósito de asfalto natural do mundo, o lago Pitch foi fonte do material para pavimentação de diversas ruas famosas pelo mundo, como a entrada do Palácio de Buckingham, na Inglaterra. Estima-se que, nos mais de 400 mil metros quadrados ocupados pelo lago, existam 10 milhões de toneladas de asfalto, onde visitantes podem caminhar sobre a superfície amolecida e relaxar com a sensação.

Pequenas piscinas se formam durante a época de chuvas, e nelas turistas tomam banhos regenerativos. Os moradores locais dizem que a água, que apresenta altos níveis de enxofre, possui propriedades curativas, principalmente para problemas na pele e nas juntas.

2. Cachoeiras de sangue, Antártida

Parece cenário de um filme de terror, mas essa cachoeira com 15 metros de altura, que jorra um líquido vermelho brilhante, não passa de mais uma das incríveis obras de arte da natureza. Descoberta por cientistas em 1911, a água avermelhada que surge é resultado do contato entre água altamente salinizada de um reservatório subterrâneo, com um depósito de rochas que apresentam grande concentração de ferro. Quando a água sai da área interna da rocha, reage com o oxigênio do ar e adquire a coloração característica, pois se transforma em algo semelhante à “ferrugem em estado líquido”.

3. Salar de Uyuni, Bolívia

Com incríveis 10 mil quilômetros quadrados de área e localizado no sudoeste boliviano, o Salar de Uyuni é o maior deserto de sal do mundo. No horizonte é possível observar enormes montes de sal, que se elevam do solo e tornam a paisagem ainda mais incrível. Em épocas específicas do ano, lagos próximos ao salar transbordam e deixam a região com uma fina camada de água, que junto com as condições proporcionadas pelo sal conseguem um efeito de reflexão quase total do céu.

Nos limites do deserto existe um hotel, construído totalmente com blocos de sal. A região também é fonte relevante de extração de lítio, elemento químico essencial na fabricação das baterias de nossos aparelhos eletrônicos.

4. Lago Boiling, Dominica

Localizado em uma alta região do Parque Nacional Morne Trois Pitons, na Dominica, o lago Boiling é preenchido por água quente, aquecida por lava e com emissão constante de vapor e gases. Não é nem preciso dizer que banhos não são uma boa ideia, pois a temperatura média da água fica em torno de 85 °C. Além disso, vale dizer que chegar até lá não é para amadores, pois exige uma caminhada de 4 horas, sempre subindo.

5. Mar Morto, Israel e Jordânia

O Mar Morto fica no Oriente Médio e é mundialmente conhecido por sua alta concentração de sal, o que torna a presença de vida na água muito difícil. Suas margens estão 425 metros abaixo do nível do mar, que junto com os 300 metros de profundidade o transformam no lago hipersalino mais profundo do mundo.

Quase 10 vezes mais salgado que os oceanos, é muito comum encontrar turistas em suas margens, relaxando e brincando com o fato de não conseguirem afundar, pois a concentração salina torna a água muito mais densa. Além do sal, diversos minerais fazem do local um ponto turístico para renovar as energias e aproveitar as propriedades curativas da lama formada nas margens.

6. Lagos Plitvice, Croácia

Dentro de um parque nacional croata existem 16 lagos, conectados por cachoeiras e separados por represas naturais, conhecidos como lagos Plitvice. Distribuídos por uma distância aproximada de 8 quilômetros, esse conjunto de belezas naturais foi considerado patrimônio natural mundial pela Unesco em 1979. Diversos animais habitam o parque, vivendo dentro dos seus 300 quilômetros quadrados de área — espaço que pode ser visitado tanto no verão quanto no inverno, pois as paisagens se mantêm belas no ano todo.

7. Lagos de Cratera Kelimutu, Indonésia

As três crateras, localizadas no topo do vulcão Kelimutu, possuem características diferentes de temperatura e composição química, o que deixa cada uma com uma cor específica. As tonalidades são basicamente azul, verde e vermelho, mas elas podem se alterar conforme as condições ambientais.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!