Pesquisadores encontraram um fóssil com a mais antiga flor a brotar na Terra: ela encantou Pangeia há 174 milhões de anos! Até então, o fóssil mais antigo de uma flor datava de 130 milhões de anos, enquanto programas computacionais haviam estimado que elas teriam surgido no máximo há 140 milhões. A matusalém do jardim foi chamada de Najinganthus dendrostyla.

A grande maioria das flores surgiu no período Cretáceo, muito tempo depois dessas antiguinhas aí... Por isso é importante essa descoberta já que ela pode solucionar como “misteriosamente” diversas flores surgiram em diversos lugares do planeta praticamente ao mesmo tempo.

Fóssil e representação de como seria a Najinganthus dendrostyla

A pesquisa foi feita por cientistas do Instituto de Geologia e Paleontologia de Nanjing, na China. De acordo com Qiang Fu, autor da pesquisa, foram analisadas 264 espécimes de 198 flores diferentes preservadas em placas rochosas encontradas na Formação Xiangshan Sul, nos arredores de Nanjing, um local com grande incidência de fósseis do período Jurássico.

A N. dendrostyla é uma angiosperma com pétalas espaçadas e em formato de colher. Sua compreensão pode ajudar a elucidar a árvore genealógica das flores. A próxima questão é definir se a flor é uma angiosperma monofilética, igual às suas supostas descendentes, ou se ela é polifilética, que pode dar um nó ainda maior na cabeça dos pesquisadores.