Quase todos passaram pela fase do parquinho, não é? A criança, bem cheirosa e penteada, chega com a mãe para brincar. E, dependendo da idade, a partir do momento em que os limites do parquinho são ultrapassados, a fera é solta. Todos os brinquedos são um desafio delicioso a se desbravar e quanto mais melhor - apesar de sempre ter aquele favorito. O resultado final é uma criança suada, descabelada, cheia de areia pelo corpo, capim ou arranhões (sabemos que isso tudo dependerá do chão do parquinho, claro). As mães podem até ficar loucas de preocupação, mas as crianças adoram. O problema é quando o parquinho tem brinquedos um tanto quanto problemáticos. Nós do Mega compilamos uma série de imagens de parquinhos que com certeza sua mãe nunca te deixaria ir quando você era pequeno, confira abaixo.

1. Um parquinho comum na Coreia do Sul com uma... Centopeia infantil?

2. Que péssimo local para colocar um escorrega, não? Bom, para te assustar mais um pouco, devemos avisar que isso é mais comum do que você pensa.

3. Aquele brinquedo para traumatizar as crianças de uma só vez.

4. Parece que o Pato Donald realmente gosta de brincar.

5. Essa é a entrada para um boneco de neve inflável com um design realmente esquisito. Parece um Papai Noel que já passou por aqui, vocês lembram?

6. Esse é um castelo inflável do Homem-Aranha. Será que os criadores desse brinquedo realmente não perceberam que ficou muito estranho?

7. Só mais um parquinho normal na Rússia.

8. Outro parquinho bizarro, esse se localiza na Ucrânia.

9. Quem desenhou esse brinquedo?

10. Será que a pessoa que comprou esse brinquedo não notou nada de errado?

11. Acho que era para parecer uma vaquinha inocente, mas isso está bem monstruoso.

12. "Venham brincar, crianças!"

13. Esse é quase um clássico.

14. Até o Pikachu entrou nessa brincadeira?

15. Um escorrega de banana até que é bem ilário, apesar do local infeliz que foi escolhido para a saída.

16. Talvez esse estilo esteja virando uma moda, quem sabe?

17. Hora do xixi!

18. Calma, tem buraco para todo mundo.

19. Todo mundo mesmo!