A Nasa decidiu lançar em 2020 um dispositivo automático para remover um pedaço de rocha de um asteroide que será então rebocado e colocado em órbita lunar, onde astronautas irão explorá-lo - anunciou nesta quarta-feira a agência espacial americana.

A Nasa renuncia assim o reboque de um asteroide inteiro, como estava inicialmente previsto no âmbito da Missão Asteroid Redirect (ARM), iniciada há três anos.

"Nós aprovamos o conceito da missão e autorizamos a continuação da fase A", explicou Robert Lightfoot, gerente da Nasa, durante coletiva de imprensa via teleconferência.

"A missão ARM irá fornecer a primeira demonstração de vários sistemas de voo espaciais, que serão necessários para enviar astronautas a destinos mais distantes no espaço, especialmente para Marte", disse ele.

A nave automática ARM, que será equipada com um motor movido a energia solar, será lançada, em princípio, em dezembro de 2020 e chegaria ao asteroide em 2022.

WashingtonEstados Unidos

Via EmResumo