A designer e fotógrafa argentina Paula Zuccotti resolveu realizar um projeto bastante curioso: ela pediu a 62 pessoas de diversas partes do mundo que tomassem nota de todas as coisas que elas tocassem ao longo de 24 horas. Em seguida, a artista reuniu todos os objetos da lista, os organizou em ordem cronológica de acordo com o descrito pelos seus “modelos” e realizou o registro da composição resultante.

Você pode conferir algumas das fotos na galeria que abre este texto. De acordo com a fotógrafa, muito do que sabemos a respeito de civilizações passadas veio a partir da análise dos objetos que as pessoas dessas épocas costumavam usar. Ferramentas, utensílios, roupas, manuscritos e arte de diferentes períodos nos ensinaram sobre as atividades que eram realizadas, o que era caçado, cultivado e comido e de que forma esses indivíduos se expressavam.

Com tudo isso em mente, Zuccotti decidiu fazer através das imagens deste projeto uma espécie de “cápsula do tempo” de 2015. Ela se focou principalmente em estilos de vida que a intrigassem, como um autêntico cowboy no Arizona ou um homem que aprendeu da mãe os hábitos de uma gueixa em Tóquio. Uma freira em Madri, um açougueiro em Buenos Aires, uma cozinheira em Marrakesh, um velho artesão que faz fantoches em Xangai, uma compositora em Ghizou, uma tatuadora em Melbourne ou simples bebês também tiveram uma fração de suas vidas registrada pelas lentes da argentina.

Nem todo mundo pôde ceder todos os seus objetos para o projeto. Piedad, freira equatoriana que vive na capital espanhola, emprestou seu hábito, rosário, bíblia e sandálias para a fotógrafa, mas curiosamente disse que não poderia fazer o mesmo com sua escova de dente, caneca ou pente. De acordo com as listas, as pessoas tocam em cerca de 140 objetos por dia, sem contar estruturas fixas, como pias, interruptores e maçanetas. É um número impressionante, apesar de sequer percebermos.

Quantos objetos você acha que toca por dia, em média? Consegue se lembrar de tudo o que tocou hoje? Comente no Fórum do Mega Curioso