Dia 8 de julho, uma data que se tornou inesquecível para os brasileiros. Há um an... “GOOOOL, da Alemanhaaa!” É, exatamente, há um ano a Seleção Brasi... “Gooooooool, da Alemanhaaaa!” Há um ano, a Seleção Brasileira sofria a maior e mais humilhante go... “Goooooooooool, da Alemanha!” Sofria a mais humilhante goleada de sua história, justamente na segunda Copa do Mundo disputada em seu território.

É, parece que é só começar a pensar em futebol ou Copa que mais gols da Alemanha vão saindo. Os gritos de gol entoados pelos narradores que fizeram a transmissão daquela trágica partida ainda estão ecoando nas cabeças dos torcedores brasileiros. O que dizer então da “jogada de toalha” do Galvão no inesquecível “Virou passeio” do quarto gol (vídeo)?

A vergonha histórica completa um ano, mas, olhando para trás, é possível constatar que poderia ser pior. Um motivo é a declaração de um dos jogadores alemães depois da partida, na qual revelou uma conversa no vestiário, durante o intervalo, e o consenso dos atletas para que a equipe “tirasse o pé” no segundo tempo. Exato, os “7” ficam até atrativos quando pensamos que poderia ser 10, 11 ou sabe-se lá quanto mais.

E, na história do futebol, há goleadas muito mais absurdas que a aplicada pela Alemanha no Brasil há exatamente um ano. Se, ao longo das Copas, há pelos menos nove placares mais extensos que o sofrido pelo Brasil, no futebol em geral há resultados extremamente bizarros. Por isso, o Mega Curioso traz exemplos de algumas dessas partidas para tentar ajudar você a esquecer o vexame da nossa seleção.

Em Copas

Na história dos torneios mundiais, que são disputados desde 1930, o placar de Brasil e Alemanha ficaria apenas em 11º lugar. Entre vários “9 a 0”, “8 a 0” e “7 a 0”, a pior de todas as derrotas em Copas do Mundo foi sofrida por El Salvador para a Hungria, em 1982, por 10 a 1.

Nessa lista das maiores goleadas da história das Copas, chama a atenção outro 7 a 1 protagonizado pelo Brasil, também em um Mundial disputado por aqui. Porém, nessa ocasião, a Seleção Brasileira foi a vencedora do jogo, disputado contra a Suécia em 1950. Inclusive, nessa Copa de 50, o Brasil perderia a final para o Uruguai por 2 a 1, num jogo que, durante 64 anos, os brasileiros acharam que para sempre seria o pior vexame da sua seleção jogando no próprio país. Em referência a um “grande pensador”: “Sabíamos de nada, inocentes!”

Os 10 placares mais absurdos da História do Futebol

Apesar de a maior tristeza de muitos brasileiros ter sido o resultado da semifinal contra a Alemanha na Copa de 2014, há outras torcidas pelo mundo que tiveram que enfretar placares ainda mais vergonhosos.

Claro, existe todo um contexto na fatídica derrota brasileira, pois somos (éramos?) considerados o país do futebol e estávamos sediando o Mundial, o que torna a diferença de gols ainda pior do que já foi. Sabemos que não são os números a seguir que vão consolar seu coração, mas, a título de curiosidade, confira a lista dos piores resultados da história desse esporte:

10 - Preston North End 26 x 0 Hyde United

Em 1887, a equipe do Preston North End estava arrebentando no futebol inglês. A partida era válida pela Copa FA e até hoje ostenta o recorde de diferença no placar da competição.

09 - Villarreal 27 x 0 Navata

Essa partida foi um amistoso entre as equipes espanholas, disputado na pré-temporada do país, em 2009.

08 - Taiti 30 x 0 Ilhas Cook

O Taiti, que foi a sensação pelo carisma apresentado na Copa das Confederações em 2013, aplicou a sonora goleada em 1971, em partida válida pelos Jogos do Pacífico Sul.

07 – Taiti 30 x 0 Micronésia

Em paralelo à repetição do resultado do Taiti nos jogos do Pacífico Sul de 2015, a Micronésia é um caso à parte. A seleção ainda vai figurar mais duas vezes nesta lista, e o mais impressionante: em jogos válidos pela mesma competição.

06 – Austrália 31 x 0 Samoa Americana

Em jogo válido pelas eliminatórias para a Copa do Mundo, a Austrália aplicou a goleada em 2001. Nesse jogo, o jogador australiano Archie Thompson marcou 13 vezes e empatou o recorde mundial de gols de um mesmo jogador em apenas uma partida.

05 – Dandee Harp 35 x 0 Aberdeen Rovers

O jogo aconteceu na Escócia, em 1885. Sobre esta partida, há um fato muito curioso. De acordo com um historiador, o árbitro anotou o placar de 37 a 0 na súmula. Ao final, a diretoria do Dandee Harp disse que teriam saído dois gols a menos e insistiu que 35 era o placar correto. O juiz, que perdeu a conta dos gols durante o jogo, decidiu acatar a mudança, retirando dois tentos do resultado final.

04 - Arbroath 36 x 0 Bon Accord

Nesta partida, disputada na Escócia no mesmo dia de Dundee Harp x Aberdeen Rovers, foi estabelecido, pela primeira vez, o recorde de 13 gols de um mesmo jogador. John Patrie, na época com 18 anos, detinha o recorde de gols em uma partida, junto com o australiano Archie Thompson, até 2015, quando, acreditem, a marca foi quebrada.

03– Fiji 38 x 0 Micronésia

Após o segundo resultado com mais de 30 gols de diferença em sua participação nos Jogos do Pacífico Sul de 2015, a Micronésia foi rotulada como “a pior seleção do mundo”. Mas o que muitos não acreditariam é que este não seria o pior resultado da Micronésia na competição. A grande “proeza” vem a seguir.

Um dos gols de Fiji sobre a Micronésia na vitória por 38 a 0, válida pelos Jogos do Pacífico Sul 2015

02– Vanuatu 46 x 0 Micronésia

Sim, absurdamente, a Micronésia encerrou a sua participação nos Jogos do Pacífico 2015 com 114 gols negativos de saldo. Esta partida, disputada nesta terça-feira (7), registrou dois recordes importantes. O resultado é considerado a maior goleada da história do futebol, levando-se em conta jogos oficiais e do futebol internacional de seleções.

Além disso, o recorde de gols marcados por um jogador em uma mesma partida também foi quebrado. Jean Kaltack, de Vanuatu, marcou 16 vezes e derrubou a antiga marca de 13 vista anteriormente aqui no texto.

Jean Kaltrack, o atual recordista de número de gols marcados em um só jogo

01 - A.S Adema 149 x 0 Stade Olympique L'Emyrne

Sim, este jogo existiu e foi disputado pelo Campeonato de Madagascar, em 2002. Entretanto, muitas pessoas, inclusive autoridades do futebol como a Fifa, não o consideram válido, pelas circunstâncias em que o placar foi construído. O Adena venceu por 149 a 0, mas nenhum jogador de sua equipe marcou gols.

O que aconteceu foi que o time do Stade Olympique, campeão nacional um ano antes, fez um protesto por um erro de arbitragem que o prejudicou no jogo anterior. A pedido do técnico, os jogadores, incessantemente, atacaram contra a própria meta, terminando o jogo com 149 gols contra.

Mamisoa Razafindrakoto (esq) é um dos maiores artilheiros com gols contra na história do futebol

A atitude de rebeldia rendeu diversas punições aos jogadores e, principalmente, ao técnico. Zaka Be, o treinador acusado de ser o mandante da ação, pegou gancho de três anos suspenso do futebol, sendo impedido até mesmo de frequentar estádios neste período.

O time do Stade Olympique L'Emyrne que marcou 149 gols contra

.....

E aí, amigo, aliviou um pouco a frustração pelo 7 a 1? Lembra-se de algum outro placar que faltou por aqui? Escreva nos comentários e dê a sua opinião sobre as maiores humilhações do futebol mundial.