O dia das crianças chegou, quase todos já mudaram as suas fotos de perfil no Facebook e os pais já compraram os presentes de seus filhos. Contudo, você realmente sabe por que comemoramos o Dia das Crianças? Claramente, existem as típicas razões econômicas, porém elas só adquiriram força depois da década de 1960 – sendo que o Dia das Crianças foi originalmente instituído no Brasil em 1924. Mas por que 12 de outubro?

Coincidentemente, 12 de outubro é o dia em que Cristóvão Colombo descobriu as Américas, batizando-as informalmente de "continentes crianças", pois foram descobertas tardiamente. Pensando nisso, o deputado federal Galdino do Valle Filhou criou o Dia das Crianças nesse período em terras tupiniquins. Em outros países, os pequenos comemoram em diferentes datas – na Índia é em novembro, em Portugal é em junho e no Japão é em maio.

Propósitos econômicos e sociais

O boom ao redor do Dia das Crianças no Brasil começou em 1960, quando a Estrela fez uma promoção em conjunto com a Johnson & Johnson para lançar uma boneca chamada "Bebê Robusto". O sucesso de vendas foi tão grande que no ano seguinte outras empresas se mobilizaram na mesma data com promoções de artigos infantis. E a data que até então passava um tanto despercebido pelas próprias crianças se transformou em um dia muito desejado e esperado.

Mundialmente falando, é mais comum que os países comemorem o Dia das Crianças no dia 20 de novembro – data oficial estipulada pela Organização das Nações Unidas. De acordo com a Declaração dos Direitos das Crianças, todas elas, independente da raça, cor, credo, religião e sexo, têm direito a receber amor, carinho, educação e alimentação. Essa data, segundo a ONU, é como um lembrete na luta contra os mais diversos tipos de exploração infantil que existem ao redor do mundo.

*Publicado em 11/10/2013