Se você se comportou direitinho e não faltou às aulas de História provavelmente lembra que o navio de Cristóvão Colombo, a embarcação Santa Maria, saiu para descobrir uma nova rota para Índia e acabou encontrando as Américas há mais de 500 anos, certo?

O que é novidade nessa história toda é que só agora um grupo de arqueólogos investigadores parecem ter encontrado restos do navio na costa norte do Haiti. “Todas as evidências geográficas, topográficas e arqueológicas nos sugerem que os restos naufragados são mesmo do famoso navio Santa Maria de Cristóvão Colombo”, afirmou o líder das expedições, Barry Clifford.

The Independent

De acordo com Clifford, o governo haitiano tem sido extremamente colaborativo, e ainda há mais pesquisas arqueológicas que precisam ser feitas para confirmar se a navegação encontrada é mesmo a que trouxe Colombo para o outro lado da Europa – mas tudo leva a crer que sim. Até o momento a equipe de Clifford tem feito pesquisas não muito invasivas no local, tirando medidas e fazendo fotografias.

A suspeita de que os restos de navio encontrados pudessem ser do Santa Maria foi levantada depois que os pesquisadores fizeram algumas descobertas em 2003, analisando as águas da região em questão. Além disso, Clifford e sua equipe tiveram acesso aos registros de navegação feitos pelo próprio Cristóvão Colombo.

ABC News

Uma expedição montada por Clifford há 10 anos já tinha encontrado e fotografado o navio naufragado, mas ainda não tinha associado o material à embarcação de Colombo. Uma nova avaliação, realizada recentemente, descobriu que o material coletado há uma década poderia ser, na verdade, uma das maiores descobertas arqueológicas de todos os tempos. Os registros feitos por Colombo também levam a crer que aquele é mesmo o local do naufrágio.

Cristóvão Colombo liderou uma frota de três navios saídos da Espanha. A missão era encontrar uma rota mais curta até a Índia, mas, em vez disso, acabaram “descobrindo” a América, em 1492. O navio de Colombo teria naufragado depois de atingir um recife, em dezembro daquele ano.