Você já deve ter visto milhares de imagens de bruxas voando sobre suas vassouras, não é mesmo? Mas você sabe de onde é que surgiu o costume de retratá-las dessa forma? Pois prepare-se para ficar surpreso quando você descobrir o motivo, explicado em detalhes pelo pessoal do site Today I Found Out!

A razão pela qual as bruxas aparecem voando sobre vassouras, basicamente, tem a ver com o uso de substâncias alucinógenas. Sim, caro leitor, no passado, a mulherada costumava fazer preparados com várias ervas que as deixava pra lá de altas, e, como essas substâncias apresentavam diversos efeitos colaterais quando consumidas via oral, as “bruxas” usavam os cabos das vassouras para administrar esses compostos por meio de... Outras formas!

Poções mágicas

Como você sabe, no passado, na falta de fármacos como os que temos hoje em dia, as pessoas criavam as mais variadas “poções” para tratar os mais diversos males, e experimentavam com todo tipo de coisa para descobrir quais eram os efeitos.

Assim, descobriu-se, por exemplo, que um fungo conhecido como esporão-do-centeio — Claviceps purpurea —, assim como o meimendro (Hyoscyamus niger), a mandrágora (Mandragora officinarum), a figueira-do-diabo (Datura stramonium) e a beladona (Atropa belladonna), apesar de potencialmente letais, em quantidades específicas, tinham efeito alucinógeno. E não era todo mundo que achava particularmente desagradável sofrer intoxicação por esses elementos.

Tanto que durante a Idade Média era habitual usar misturas preparadas com esses itens — e outros — para induzir ao sono e até mesmo às alucinações. Contudo, a maioria dessas ervas e fungos provocava uma série de efeitos colaterais — como náusea, vômito e alergias — depois de ingerida, e não demorou muito até que a turminha que curtia ficar alta descobrisse que todos esses problemas podiam ser eliminados se as poções fossem absorvidas através da pele.

E mais: esse pessoal também se deu conta de quais eram as partes do corpo que absorviam essas substâncias de maneira mais eficiente, que eram as glândulas sudoríparas das axilas e as mucosas da genitália feminina. Com esse conhecimento em mãos, logo a mulherada começou a produzir poções mais espessas e bálsamos, e, como as vassouras estavam sempre por perto, logo elas começaram a ser usadas com fins recreativos — por assim dizer.

Bruxas voadoras

Acontece que muitas das pessoas que produziam e usavam essas misturinhas, de acordo com relatos que existem sobre o tema — e existem registros do século 14, 15, 16, 17... —, também eram associadas com práticas de bruxaria, e diversas inclusive foram acusadas e julgadas. Assim, representações visuais da Idade Média já retratavam as bruxas acompanhadas de vassouras, assim como com outros objetos de uso cotidiano.

Então, daí temos a associação das bruxas com as vassouras. Mas e a parte de estar voando por aí sobre esses objetos, de onde é que isso surgiu? Segundo o Today I Found Out, durante os interrogatórios da época da caça às bruxas — existem documentos do século 15 e 16 que comprovam isso —, alguns usuários da “poção mágica” afirmavam ter a sensação de flutuar e estar voando, experiência que, evidentemente, era provocada pela ação dos alucinógenos.

Vale lembrar que, ao longo da História, muitas das “bruxas” interrogadas passaram por processos extremamente brutais e tiveram seus depoimentos analisados por indivíduos claramente tendenciosos, e um número estimado entre 50 mil e 200 mil delas foi executado. Contudo, conforme explica o Today I Found Out, todos esses relatos explicam de onde é que surgiu a — hoje — simpática imagem das bruxinhas voando sobre vassouras.