Se você é fã de escaladas e montanhismo, é provável que já tenha ouvido falar sobre os Sete Cumes. Basicamente, trata-se das montanhas mais altas de cada continente, e a escalada de todas elas se tornou um famoso desafio internacional. Contudo, existe uma famosa discussão sobre o circuito oficial de montanhas.

O primeiro aventureiro a conquistar todos os cumes foi o norte-americano Richard Bass em 1985, que determinou a lista dividindo o continente americano em Norte e Sul (com o Monte McKinley, no Alasca, e o Aconcágua, na Argentina), além de incluir representantes da Europa (Monte Elbrus, Rússia), África (Kilimanjaro), Ásia (Everest), Antártida (Maciço Vinson) e Austrália (Monte Kosciuszko).

Circuitos alternativos

No entanto, outros alpinistas defendem que o Kosciuszko não é o local mais elevado da Oceania, considerando em seu lugar a Pirâmide Carstensz, localizada na Nova Guiné, como a montanha mais alta dessa região. Nesse caso, quem desbravou primeiro os sete cumes mais altos do planeta foi o lendário alpinista canadense Pat Marrow, em 1986.

Graças a essa famosa contenda, está se tornando cada vez mais comum que as duas montanas (Monte Kosciuszko e Pirâmide Carstensz) sejam escaladas pelos montanhistas. Você pode conferir abaixo — em ordem de menor para maior altitude — quais são os sete (ou oito!) cumes que fazem parte desse perigoso desafio e decidir qual dos dois circuitos é o mais interessante:

7 – Pirâmide Carstensz

Coordenadas: 04°40’30"S 140°05’06"E

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Conhecida também pelo nome de Puncak Jaya, a Pirâmide Carstensz é considerada a montanha mais alta da Oceania, com 4.884 metros, fazendo parte do circuito alternativo ao proposto por Richard Bass. Para escalar esse cume, é necessário ter uma autorização especial do governo da Indonésia, e a Carstensz é a montanha insular mais alta do planeta.

7 – Monte Kosciuszko

Coordenadas: 36°27’S 148°16’E

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Localizado na Austrália, o Monte Kosciuszko conta com 2.228 metros de altitude e não é tido como muito desafiador. Aliás, existe uma trilha com 7 quilômetros de extensão que conduz até o topo, e qualquer pessoa com um pouco de habilidade e nível mediano de forma física é capaz de vencer o desafio.

6 – Maciço Vinson

Coordenadas: 78°31′31″S 85°37′01″O

Fonte da imagem: Reprodução/The 7 summits

Com 4.897 metros de altitude, o Maciço Vinson fica situado no extremo sul da Antártida e, embora sua escalada não seja considerada tecnicamente difícil, as condições climáticas extremas o tornam um complicado desafio.

5 – Monte Elbrus

Coordenadas: 43°21’18"N 42°26’21"E

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Representando a Europa, o Monte Elbrus está localizado na Rússia e conta com 5.642 metros de altitude. Com neves eternas que alimentam dezenas de geleiras que dão origem a vários rios, a ascensão ao Elbrus é considerada perigosa e já cobrou a vida de vários alpinistas inexperientes.

4 – Monte Kilimanjaro

Coordenadas: 3°3’54.99"S 37°21’32.67"E

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Situado ao norte da Tanzânia, esse famoso monte possui 5.991,8 metros de altitude e é considerado como um dos Patrimônios da Humanidade da UNESCO. Trata-se de um antigo vulcão com a parte de cima coberta de neve; por estar localizado no meio de uma planície da savana, ele oferece um belo e único contraste na paisagem. A escalada não é considerada tecnicamente complicada, embora seja muito longa e cansativa.

3 – Monte McKinley

Coordenadas: 63°05’51"N 151°0’20"O

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Também conhecido como Denali, como era chamado originalmente, o Monte McKinley está localizado no Alasca e conta com 6.194 metros de altitude. O grau de dificuldade existe por conta de sua localização, pois, ao estar distante da Linha do Equador, isso significa que seus dias e noites são extremamente frios, mais frios inclusive do que no Monte Everest.

2 – Aconcágua

Coordenadas: 32°39’11"S 70°0’43"O

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

O segundo representante das Américas, o Aconcágua está localizado nos Andes Argentinos e conta com incríveis 6.960,8 metros de altitude. Uma de suas rotas, a convencional, não é considerada muito difícil pelos montanhistas, mas a escalada pela face sul, com seus enormes blocos de gelo, é tida como uma das mais perigosas do mundo.

1 – Monte Everest

Coordenadas: 27°59’N 86°55’E

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Como todo mundo sabe, o Monte Everest é a montanha mais alta do mundo, com 8.848,43 metros (com gelo) de altitude. Ela está situada na cordilheira do Himalaia, na fronteira entre o Nepal e a China. Milhares de montanhistas já tentaram chegar ao cume dessa incrível montanha, e pouco mais da metade consegue finalizar a escalada com sucesso.

Mais curiosidades sobre os Sete Cumes:

  • Mais de 350 pessoas já completaram o desafio dos Sete Cumes;
  • 30% dessas pessoas escalaram as duas montanhas — Monte Kosciuszko e Pirâmide Carstensz — que são objeto de discussão entre os circuitos;
  • Mais de 50 mulheres já completaram o desafio;
  • A pessoa mais velha a escalar os Sete Cumes foi o espanhol Ramon Blanco, com 74 anos de idade, e o mais jovem foi o norte-americano Jordan Romero, com 15;
  • O primeiro brasileiro a vencer os Sete Cumes foi Waldemar Niclevicz, em 1997, que escalou tanto a Pirâmide Carstensz como o Monte Kosciuszko; Manoel Morgado foi o segundo, embora tenha incluído apenas o Kosciuszko em seu circuito; outros brasileiros que também já concluíram o desafio são Rosier Alexandre, Carlos Santalena e Ana Elisa Boscarioli.

*Publicado em 22/4/2013