O jogo de pedra, papel e tesoura, também conhecido como jokenpô, é uma brincadeira infantil que basicamente trabalha com a sorte. Afinal, cada pessoa que participa dela utiliza um dos três símbolos aleatoriamente para derrotar o adversário, não é mesmo? Pelo menos, é isso o que diz o senso comum. Mas não é nada disso!

Na China, uma equipe de pesquisadores reuniu 360 estudantes para tentar desvendar um dos maiores mistérios da humanidade: como as pessoas costumam jogar pedra, papel e tesoura? E qual a melhor estratégia para vencer? Segundo a pesquisa, descobriu-se que o comportamento do jogador costuma seguir um padrão previsível. Mais ou menos assim:

A pessoa começa escolhendo uma das variáveis (pedra, papel ou tesoura) aleatoriamente, cerca de um terço das vezes. Até aí tudo bem, não há nenhum segredo. Mas a verdadeira partida começa na segunda rodada.

  • Se o jogador vencer, ele vai manter a mesma jogada, ou seja, vai escolher o mesmo símbolo;
  • Caso o jogador perca, normalmente ele vai mudar a direção das ações em um "sentido horário": pedra vira papel, papel troca por tesoura e tesoura alterna para pedra.
Wikimedia

A estratégia infalível

É simples, mas talvez seja um pouco difícil de compreender. Que tal um exemplo? Digamos que você esteja jogando uma "melhor de três" com seu irmão ou um amigo da escola.

  • Round 1: Seu irmão escolhe papel, você pedra. Ele vence.
  • Round 2: Seu irmão escolhe papel, você troca para papel. Vocês empatam.
  • Round 3: Seu irmão escolhe tesoura, você altera para tesoura. Logo, outro empate e você perde a rodada.
Washington Post

Porém, utilizando as probabilidades descobertas pela Universidade Zhejiang, você poderia mudar sua estratégia e seguir da seguinte maneira:

  • Round 1: Seu irmão escolhe papel, você vai de pedra. Ele ganha.
  • Round 2: Seu irmão escolhe papel, você alterna para tesoura. Você ganha.
  • Round 3: Seu irmão troca para tesoura, você muda para pedra. Logo, você vence de novo

Basicamente, é isso. Se você sabe como a outra pessoa vai jogar na próxima rodada, fica fácil contra-atacar e conseguir a vitória. Mas e se o adversário também conhecer essa estratégia? E se ele tentar adivinhar seu próximo movimento? Então você, sabendo que ele sabe, tenta prever a próxima jogada? Daí ele, sabendo que você sabe que ele sabe...

Não é tão difícil ganhar

Na verdade, o sistema de predição é bem simples. Ninguém vai escolher tentar ganhar todas as vezes escolhendo o mesmo gesto do papel. Em vez disso, Graham Walker, diretor geral da World Rock Paper Scissor Society (a Associação Mundial de Jogadores de Jokenpô), diz que as pessoas que costumam jogar Pedra, Papel e Tesoura gostam de pensar que estão sendo randômicas. Mas eles não estão.

Todo mundo odeia ser previsível e a marca registrada da previsibilidade é escolher o mesmo gesto três vezes seguidas.

Camisetaria

Quando você estiver jogando com alguém que não está acostumado a jogar pedra, papel e tesoura, fique atento às duplas jogadas, ou seja, escolher o mesmo gesto duas vezes. Quando isso acontece, você elimina uma jogada facilmente e garante para si ao menos um empate na próxima rodada. Logo, quando você perceber uma jogada de duas tesouras seguidas, você saberá que o próximo movimento deve ser pedra ou papel, portanto o papel é sua melhor escolha.

Todavia, os pesquisadores chineses não estavam apenas tentando descobrir uma estratégia para um jogo escolar. Eles estavam utilizando o jokenpô como um modo para estudar o comportamento humano na hora de tomar decisões durante uma “interação estratégica não cooperativa”.

O intuito era desvendar qual dos dois modos estratégicos era mais adotado pelos jogadores: o estilo verdadeiramente aleatório ou o de jogadas alternadas baseando-se sempre na resposta adversária. Pelo visto, ganhou a segunda opção.