A Info publicou uma lista com alguns alimentos bastante populares, consumidos por muita gente e que, na verdade, estão longe de ser tão “inocentes” quanto parecem. É fato que atualmente se tem pensado mais a respeito dos produtos que consumimos, até porque muitos deles são industrializados e contêm ingredientes que não fazem parte do que consideramos saudável ou até mesmo apetitoso. Confira alguns desses itens a seguir e depois nos conte: como está a sua dieta?

Mostarda

Fonte da imagem: Pixabay

Tem quem faça cara feia para o molho amarelinho, mas também tem muita gente por aí que não dispensa o tempero. O fato é que mostarda é um vegetal e o condimento que você conhece bem tem pouquíssimas sementes dessa planta. O gosto popular vem mesmo de uma combinação de vinagre, açúcar, água e amido.

Requeijão

Fonte da imagem: Reprodução/dicasgerais

O consumidor, como sempre, pode acabar se enganando na hora de escolher um produto, afinal, muitas embalagens deixam informações importantes em letras minúsculas. No caso do requeijão, o que você talvez não saiba é que muitos cremes são “aditivados” com amido e gordura vegetal para render mais.

Mozzarella de búfala

Fonte da imagem: Reprodução/saporiericette

O queijo tem um preço mais alto do que os mais tradicionais, especialmente pelo fato de que é feito com leite de búfala. Quer dizer... Teoricamente. Pesquisas recentes indicaram que, na verdade, o seu queijinho branco em bolinhas é produzido com 80% de leite de vaca e apenas 20% de leite de búfala.

Mel

Fonte da imagem: Pixabay

Quem produz mel? Abelhas, certo? Não exatamente. Desconfie sempre que o produto estiver muito barato. Nesse caso, procure uma lente de aumento, leia o rótulo da embalagem e confira: talvez ele seja feito de cana de açúcar ou de glicose, sendo que nesse segundo caso, o “mel” não é muito saudável, afinal, é apenas açúcar processado. Fique de olho!

Cerveja

Fonte da imagem: Pixabay

Uma das bebidas alcoólicas mais amadas de todos os tempos deveria ser composta por água, lúpulo e malte de cevada. Algumas marcas brasileiras, porém, resolveram acrescentar um ingrediente a mais: milho. Pesquisas feitas no ano passado indicaram que a quantidade do grão chega a preencher 50% das composições de algumas cervejas nacionais.

Iogurte

Fonte da imagem: Reprodução/comofazeronline

Um iogurte precisa ser feito de leite para ser chamado como tal. No caso desse alimento, nem sempre é o que acontece – muitos deles são produzidos apenas com o soro do leite. O nome deveria ser bebida láctea fermentada, e não iogurte.

Leite com chocolate

Fonte da imagem: Reprodução/Picstopin

Quando você compra a bebida pronta, em caixinhas ou garrafinhas, não está prestes a consumir leite achocolatado, simplesmente porque a receita não inclui leite. O que acontece aqui é muito parecido com a história do iogurte, já que em vez de leite, a receita conta com soro, água e gordura vegetal. Esse tipo de bebida é menos nutritiva do que deveria ser se fosse feita com os ingredientes “verdadeiros”.

***

As pesquisas citadas no texto foram todas realizadas pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor – Idec.

*Publicado originalmente em 22/11/2013.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!