Não há dúvidas de que cachorros são criaturas fiéis e dispostas a tudo por seus donos, e a história do casamento da veterinária Kelly O’Connell só deixa isso ainda mais evidente. Kelly, que trabalhava em um abrigo de animais, adotou um cachorro de 12 semanas de idade, depois de ele ter sido abandonado em um carrinho de compras. A intenção, na época, não era adotar um animal, mas não teve jeito: foi amor à primeira vista.

O tempo foi passando e Charlie, o cachorro, foi crescendo. Kelly acabou conhecendo James Garvin, também veterinário, e se apaixonou por ele. Agora, 15 anos após a adoção de Charlie, ela e o noivo finalmente subiram ao altar.

Dia especial

O problema é que Charlie foi diagnosticado com um câncer no cérebro no início deste ano e sua saúde ficou bastante debilitada. A doença fazia com que o cão tivesse diversas crises convulsivas, e Kelly estava prestes a sacrificar o animal quando, de repente, ele parou de ter as convulsões. “Ele parecia ser um cachorro totalmente novo”, falou a veterinária.

O grande dia da vida de Kelly e James finalmente chegou, na primeira semana de setembro, e Charlie acompanhou sua dona até o altar, carregado pela irmã da noiva. A cena foi completamente emocionante e arrancou lágrimas dos noivos e dos convidados.

Estar presente no dia mais importante do casal parece ter sido o presente de Charlie, que acabou morrendo uma semana depois do casamento, em casa, rodeado pela família que o amou a vida inteira. Os registros, feitos pela Jen DZ Photography, não deixam dúvidas: Charlie fez de um dia especial uma lembrança bonita de amizade, amor e família.