No dia 20 de agosto, a China inaugurou uma atração turística para poucos: a maior e mais alta ponte de vidro do mundo. O lugar é um teste para cardíacos, já que está a 300 metros do chão, sobre o cânion Zhangjiajie, e possui 430 metros de extensão. Apesar de parecer extremamente assustadora, a ponte atraiu uma multidão desde que foi inaugurada. Porém, menos de 2 semanas depois, ela precisou ser fechada.

Mas calma lá: ela não apresentou nenhuma rachadura ou algo parecido... O motivo do fechamento foi justamente a quantidade absurda de pessoas que resolveram conferir a novidade. Programada para acomodar até 800 pessoas simultaneamente e 8 mil visitantes diários, esse número foi rapidamente ultrapassado. Nos primeiros dias, foi registrada uma média de 80 mil (!!!) visitantes por dia!

O Parque Florestal Nacional de Zhangjiajie não estava preparado para uma demanda tão grande de visitantes, por isso precisou fechar a ponte de vidro para criar uma infraestrutura mais adequada para receber tantas pessoas – que chegam a pagar quase R$ 70 para atravessar a estrutura de vidro.

Público diário foi 10 vezes acima do esperado, e o parque não esperava tanta popularidade

É preciso criar mais vagas de estacionamento e bilheteria, sem que isso interfira na parte preservada do parque. Futuramente, a ponte também deverá ter um equipamento de bungee jump, o que deve atrair ainda mais turistas que sejam fãs de esportes de aventura. Uma das curiosidades da ponte é que ela foi inaugurada com a proibição de os turistas usarem paus de selfie.

A ponte de vidro do cânion Zhangjiajie foi projetada pelo israelense Haim Dotan, mas não é a única do país com essa característica. No ano passado, uma ponte semelhante teve o chão trincado depois que um turista derrubou seu caneco, causando pânico em quem estava na estrutura. Segundo Dotan, a sua criação é livre desses problemas. Tomara, hein?

Visitantes se divertem em busca das melhores poses