O Hemisfério Norte do planeta passa atualmente pelo seu inverno, e a costa leste dos Estados Unidos parece estar recebendo toda a fúria do que alguns já estão chamando de "A Nevasca de 2016". Alertas meteorológicos têm sido emitidos desde a semana passada, avisando a população da região para se preparar para o frio severo, a precipitação de bastante neve e possivelmente a interrupção do fornecimento de energia.

Alertas de nevasca estão em vigor desde a área metropolitana de Washington D.C. até Nova York, o que compreende uma zona de mais de 360 km de extensão. A quantidade total de neve que deve cair entre ontem (22) e domingo (24) provavelmente quebrará recordes em várias das cidades nessa região. O tempo só deve melhorar um pouco novamente amanhã pela manhã.

A preocupação dos meteorologistas não é apenas com a neve, mas também com os fortes ventos que sopram os flocos congelados e tornam a visibilidade nas estradas praticamente nula, aumentando consideravelmente as chances de acidentes. Além disso, essa situação toda ainda coincidiu com uma lua cheia, o que eleva as marés nas regiões costeiras, que podem sofrer com violentas ressacas marítimas e inundações por causa da intensidade do vento.

Gráfico mostrando a precipitação de neve esperada para esse fim de semana nos EUA; quanto mais próximo do amarelo, maior a quantidade prevista - Imagem: NWS EED

Nos estados da Carolina do Norte e Carolina do Sul, o problema é diferente, mas igualmente complicado. O ar mais quente proveniente da região sul do sistema de baixa pressão causado pela nevasca está fazendo com que parte da neve derreta antes de atingir o solo, ocasionando uma chuva com neve. Isso se transforma em lama parcialmente congelada quando se acumula no solo ou em pesados filetes de gelo sobre qualquer estrutura. Danos significativos já são esperados às árvores e redes elétricas em diversas cidades desses estados.

A maior quantidade de neve acumulada já registrada em Washington D.C. até hoje aconteceu em janeiro de 1922, quando aproximadamente 71 centímetros de neve cobriram ruas, casas e outras construções da capital americana. As projeções meteorológicas para a nevasca que atinge atualmente a costa leste dos Estados Unidos indicam que há uma grande possibilidade de esse recorde ser finalmente superado se o tempo por lá permanecer tão inclemente.

Qual foi a situação climática mais extrema que você já presenciou? Comente no Fórum do Mega Curioso