Por razões ainda não compreendidas, na manhã do último domingo (08), um navio de carga com capacidade para transportar quase sete mil carros virou antes de chegar ao mar aberto em Saint Simons Sound, próximo ao porto de Brunswick, na Geórgia. Segundo notícias locais, o M/V Golden Ray – nome do navio que carregava os carros – carregava 4200 veículos ao deixar o porto a caminho de Baltimore, nos Estados Unidos.

De acordo com informações iniciais, os veículos eram das marcas Hyundai e Kia, entretanto, um porta-voz da Hyundai informou que não havia carros da marca no navio em questão e, ainda, indicou uma notícia do Korea Herald que dizia que a maioria dos veículos eram da Kia e os outros eram de “outras montadoras globais”.

Guarda Costeira fazendo o resgate da tripulação

A Guarda Costeira dos EUA conseguiu resgatar vinte tripulantes do total de 24 pessoas que estavam a bordo do navio quando o acidente ocorreu, entretanto as buscas foram paralisadas quando os socorristas notaram um incêndio no compartimento de carga. As outras quatro pessoas que estavam desaparecidas foram localizadas e resgatadas na segunda-feira (09) pela Guarda Costeira, que abriu uma investigação sobre a estabilidade do navio.

Navio de carga que tombou levava mais de quatro mil carros

Não é a primeira vez que montadoras sofrem com a perda de veículos que estavam a bordo de um navio. Em 2006, um navio chamado Cougar Ace afundou quando estava próximo ao Alasca, em uma viagem da Ásia para a América do Norte com uma carga avaliada em US$ 103 milhões em carros da Mazda. A tripulação de 23 pessoas precisou ser resgatada e todos os 4703 carros foram esmagados.