Coragem é a palavra que define o casal Cory e Jennifer Heinzen. Eles compraram em junho de 2019 a fazenda historicamente assombrada nos subúrbios de Rhode Island, nos Estados Unidos, que inspirou a franquia de filmes de terror Invocação do Mal. E, de acordo com o casal, a fama não é por acaso.

A fazenda tem um passado assustador. (Fonte: Wjar)

O motivo para a compra de uma propriedade tão sombria? Os dois são investigadores paranormais, o que pelo menos dá alguma vantagem para lidar com qualquer presença que possa estar na casa. Anteriormente conhecida como "Old Arnold", a fazenda, de acordo com os novos proprietários, ainda apresenta atividades paranormais como "portas abrindo, passos e batidas", contou Cory Heinzen ao jornal Sun.

"Tivemos alguns momentos aqui que nos fizeram pular um pouco", acrescenta. "Tivemos portas abertas por conta própria, passos, vozes sem corpo, fenômenos de voz eletrônica e algumas sessões impressionantes de caixas espirituais".

"É um belo lar"

Os Heinzens em frente à propriedade que inspirou o filme Invocação do Mal. (Fonte: Reprodução / Facebook)

Apesar do histórico da casa — e até mesmo da própria experiência dos Heinzens — eles imediatamente se apaixonaram pela propriedade quando decidiram comprar. "Oito hectares e meio, um rio nos fundos e um lago, é tão sereno lá embaixo, não importa a história por trás da casa, é um belo lar".

Os planos para o futuro incluem reparação e preservação, uma possível filmagem de documentário para contar a história assustadora e a abertura de passeios turísticos para pessoas interessadas no paranormal.

Passado sombrio

A fazenda quando a família Perron morou lá. (Fonte: YouTube)

O filme Invocação do Mal conta a história da família Perron, que se mudou para a propriedade durante a década de 1970. Carolyn e Roger Perron e suas cinco filhas começaram a presenciar eventos inexplicáveis que não demoraram muito para aumentarem de proporção e começarem a assustar os moradores.

O que começou com vassoura mudando de lugar ou desaparecendo aumentou para cheiros de carne apodrecendo, camas chacoalhando diariamente às 5h15 da manhã e objetos sendo jogados e quebrados na parede.

Carolyn e suas cinco filhas em frente à casa assombrada. (Fonte: YouTube)

Os responsáveis por investigar a casa mal-assombrada foram Ed e Lorraine Warren, os detetives paranormais mais conhecidos do mundo. Eles realizaram uma sessão na casa para entrar em contato com os fantasmas que atormentavam os Perrons quando Carolyn pareceu estar "possuída" e começou a falar idiomas desconhecidos e levantar cadeiras no ar.

Depois, os Warrens foram embora e tudo aparentemente voltou ao normal. A família só saiu da propriedade na década de 1980, quando puderam pagar por uma nova casa. “As pessoas são livres para acreditar no que quiserem. Mas sei pelo que passamos", disse Andrea Perron, a filha mais velha do casal que assistiu escondida à sessão.