No início desta semana, os céus japoneses foram dominados por um estranho objeto voador não identificado, chamando a atenção das autoridades da cidade de Sendai, no norte do país, território que estava sob a vista do misterioso globo branco. Causando um enorme furor entre os cidadãos, que não conseguiam confirmar com exatidão sobre o que tal evento se tratava, muitas dúvidas ainda pairam sobre a natureza do objeto e sobre o propósito ao sobrevoar o Japão.

Surgindo repentinamente na manhã do dia 17, moradores acreditam ter visto hélices localizadas na periferia do globo, mas não têm certeza se de fato eram os equipamentos que tinham visualizado, já que o OVNI encontrava-se muito distante das inúmeras câmeras que o registraram, destacando-se apenas como um enorme ponto branco no céu.

"ASSISTA: Um objeto parecido com um balão nos céus sobre o norte japonês acende debate nas redes sociais"

Enquanto muitos acreditavam que poderia se tratar de um dispositivo extraterrestre que espiava sob os céus do Pacífico, a suposição mais aceitável seria o estacionamento de um balão meteorológico, equipamento muito comum nas ilhas japonesas e no oriente para realizar a avaliação de atividades climáticas anômalas, mas o governo local já tratou, de imediato, de negar sua participação no misterioso evento.

"O objeto parece um balão para observar o clima, mas não é nosso", esclareceu um porta-voz da Agência Meteorológica do Japão. A informação também foi confirmada por Yoshihide Suga, secretário-chefe do Gabinete do Japão, que negou qualquer tipo de envolvimento que possa ter sido especulado.

Teorias da conspiração

Cidadãos de Sendai e dos distritos vizinhos passaram, então, a elaborar diversas teorias sobre o propósito do enorme globo branco, acusando-o de estar ali para disseminar o novo coronavírus, especialmente depois do território japonês já conseguir controlar o pico e o alavancamento de novos casos. Outros chegaram a apontar participação do governo norte-coreano como um enorme outdoor do país.

(Fonte: Kyodo/Reprodução)(Fonte: Kyodo/Reprodução)

"É possível estar fazendo observações científicas, ou supervisionando alguma coisa", comentou Shinichiro Higashino, professor do Departamento Aeronáutico da Universidade Kyushu, após negar quaisquer tipo de envolvimento do seu departamento com a presença do OVNI.

Atualmente deslocando-se em direção ao Pacífico, resta apenas a grande dúvida sobre qual a intenção do objeto voador e qual sua procedência ao estacionar nos céus.