Quanto custa morar no Brasil? Se juntarmos aluguel, água e energia, a conta pesa no bolso do cidadão. Por isso, a notícia de que uma cidadezinha no interior da Itália  pagaria para ter novos moradores mexeu com o imaginário popular. E não foi só por aqui, não: essa história viralizou mundialmente, atraindo interessados de todos os cantos. Mas será que tem fundamento?

Bem, sentimos dizer, mas NÃO! Tudo começou quase como uma brincadeira: o vilarejo de Bormida, a 585 km de Roma, possui apenas 394 habitantes e corre o risco de se tornar uma cidade-fantasma muito em breve. Para conter esse declínio populacional, o prefeito Daniele Galliano teria sugerido pagar 2 mil euros – o equivalente a quase R$ 7 mil – para quem se mudasse para lá.

Suposto anúncio para repovoar Bormida agitou o mundo inteiro

Claro que esse anúncio deixou muita gente em polvorosa. Já imaginou morar em uma região montanhosa na Itália, com uma paisagem deslumbrante e uma vida pacata que todo mundo sempre sonhou? Só que depois de uma avalanche de interessante, Galliano deu para trás e disse que a história não era bem assim... A ideia de pagar 2 mil euros até existiu, mas não foi discutida com os conselheiros de Bormida, ou seja, não há capacidade econômica para isso.

O vilarejo de Bormida não é o único ameaçado de sofrer um abandono total: acredita-se que 2,5 mil cidadezinhas italianas correm risco de perderem todos os seus habitantes. Já são mais de 2 milhões de casas deixadas para trás, com a galera indo atrás do conforto de cidades maiores. Muitas dessas residências possuem um valor muito acessível de compra, mas você terá que PAGAR e não irá RECEBER para morar lá. Capisce?

Prefeito Daniele Galliano diz que a ideia foi cogitada, mas não era para ser levada tão a sério

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.