Crédito: Shutterstock

É difícil resistir a um docinho e um café com açúcar de vez em quando, não é mesmo? Esporadicamente, o consumo de açúcar não acarreta muitos problemas. O perigo é quando ele está presente na rotina alimentar diária e em grande quantidade.

Esse consumo pode elevar, e muito, o risco de diabetes, doenças cardíacas e alguns tipos de câncer, além da obesidade, entre outras complicações. Um artigo do The Huffington Post alertou para os riscos que o consumo desse item pode causar na saúde, reunindo alguns fatos que muita gente não sabe sobre ele. Confira abaixo:

1. O açúcar pode danificar o coração

Um estudo de 2013, publicado no Journal of the American Heart Association, revelou uma forte evidência de que o açúcar pode realmente afetar o mecanismo de bombeamento do seu coração e aumentar o risco de insuficiência cardíaca.

2. Açúcar aumenta a gordura abdominal

O aumento do consumo de açúcar nas últimas décadas está criando uma epidemia global de obesidade infantil e adolescente. Um fator característico das crianças obesas é o acúmulo de gordura na região do tronco do corpo. Por quê? Uma causa pode ser o aumento de frutose em bebidas industrializadas. Essa mesma gordura aumenta ainda o risco de diabetes e doenças cardíacas.

3. O açúcar é um perigo silencioso

Um estudo de 2008 revelou que o excesso de consumo de frutose foi associado a um aumento de uma condição chamada de resistência à leptina. A leptina é um hormônio que avisa quando você comeu o suficiente e deve parar. O problema é que, para algumas pessoas, a leptina simplesmente não funciona para enviar o sinal ao cérebro de que o organismo está satisfeito, causando aos poucos os males à saúde sem que a pessoa perceba qual é a razão.

Crédito: Shutterstock

4. O vício em doces pode estar no DNA

Se você já disse: "Eu sou completamente viciado em açúcar", você pode realmente estar declarando uma realidade comprovada. Um estudo recente de 579 indivíduos mostrou que aqueles que tinham alterações genéticas em um hormônio chamado grelina consumiam mais açúcar (e álcool) do que aqueles que não tinham a variação do gene. A grelina é um hormônio que diz ao cérebro que você está com fome.

5. O açúcar pode minar seu poder cerebral

Um estudo de 2009 encontrou uma relação entre o consumo de glicose e o envelhecimento das nossas células. O envelhecimento das células, consequentemente, pode ser a causa de algo tão simples como as rugas quanto a algo mais extremo como doença crônicas. Mas há outras evidências alarmantes de que o açúcar pode afetar o envelhecimento do cérebro também. Um estudo de 2012 constatou que o consumo excessivo de açúcar estava ligado a deficiências na memória cognitiva e a saúde geral.

6. O açúcar está escondido em alimentos salgados

Se você acha que está livre do que açúcar porque não gosta de alimentos docinhos, saiba que o item também pode existir em opções que você nem suspeitava. Quer alguns exemplos? Molho de tomate, molhos para salada, água tônica, biscoitos salgados e até mesmo pães. Por isso, fique de olho nos rótulos.