Cuidar da alimentação é difícil, até mesmo porque comer é algo que fazemos várias vezes todos os dias. Quem se preocupa em manter uma vida saudável já sabe que, no que diz respeito à alimentação, é preciso apostar mais em água e alimentos naturais, e menos em açúcar e gordura.

O problema é que às vezes sentimos uma forte necessidade de comer alguns produtos fracos em valor nutricional e ricos em componentes que nos fazem ganhar peso, desequilibram o funcionamento do corpo e alteram nossos níveis de colesterol e triglicerídeos, só para citar alguns exemplos.

O lado ruim é que a vontade que sentimos de consumir alguns alimentos considerados não saudáveis vai surgir de vez em quando; e o lado bom é que, seguindo o padrão Bela Gil de substituição, é possível entender melhor o que uma vontade específica significa e, dessa maneira, aprender a substituir o item desejado por uma opção saudável. Confira a seguir:

Queijo: o desejo repentino de comer coisas com queijo pode ser provocado pela falta de cálcio ou ácidos graxos. Como alternativa, escolha couve e semente de linhaça.

Pão e macarrão: deu vontade de comer massa? Isso pode indicar deficiência de crômio, e o problema pode ser resolvido com abacates e ovos.

Torradas: pois é, nem mesmo as torradinhas ficam de fora desta lista. O desejo por torrada talvez tenha a ver com falta de nitrogênio, e você pode resolver a questão preparando um tabule à base de quinoa.

Bolos, sobremesas e doces em geral: aquela vontade forte de comer coisas doces pode ser um sinal de que falta triptofano, enxofre ou fósforo em seu organismo. Para resolver, o jeito é se jogar na batata doce e, se puder, adicionar às suas receitas um ingrediente chamado spirulina.

Salgadinhos: em vez de apostar em um pacote de batata frita ou de qualquer salgadinho entupido de corante e sódio, prefira comer azeitonas frescas. Ah! Para não ficar na dúvida: vontade de salgadinho pode ser um indicativo de falta de cloreto.

Chocolate: quem é que, de vez em quando, não sente uma vontade absurda de comer chocolate? A verdade é que o desejo pela popular iguaria pode ter a ver com uma deficiência de magnésio no organismo. Para resolver o problema de forma saudável, aposte em sobremesas feitas à base de cacau em pó ou em grãos – quanto mais natural e menos doce for o cacau, melhor.

Pipoca: de repente, tudo o que você mais deseja na vida é uma piscina de pipoca. Esse desejo quase incontrolável pode indicar que seus hormônios do stress estão desregulados, e para resolver o problema, aposte em espinafre e carnes magras.

Refrigerante: a sua sede por refrigerante pode indicar uma deficiência de cálcio, e para mudar a situação, tente beber um copo de leite de soja ou de amêndoas – se fizer uma vitamina de banana, por exemplo, fica ainda melhor.

Carne vermelha: você é do tipo que não vive sem um bom bife? Talvez essa necessidade de carne vermelha seja um indicativo de que seu corpo está sentindo falta de zinco. Para resolver o problema, substitua o bife sangrando por uma porção de frutos secos e nozes.

Cafeína: um pouco de café não faz mal a ninguém, mas se você sente uma vontade excessiva de consumir a bebida, isso pode indicar que seu corpo está sentindo falta de sódio e ferro. A sugestão aqui é consumir tomate e alho – se suco de tomate não é algo que embrulha seu estômago, taí uma boa pedida.

Comidas gordurosas: se você é do tipo que diz que comeria sanduíches gordurosos de fast-food todos os dias, talvez o que seu corpo queira mesmo seja ômega-3. Para encontrar essa substância, coma peixes e frutos do mar.

Álcool: a vontade excessiva de consumir bebidas alcoólicas pode indicar, além de outros problemas, que seu organismo está sentindo falta de vitamina B2. A sugestão aqui é apostar mais em iogurtes naturais e sem açúcar.

*Publicado em 01/02/2016