Um lote de mangas atingiu o valor de 300.000 ienes (2.340 euros) no Japão, durante o primeiro leilão da temporada em Miyazaki, na ilha de Kyushu (sudoeste), um recorde pelo segundo ano consecutivo.

O feliz comprador, um dos grandes armazéns da cidade de Fukoka, localizada na mesma ilha, fez chegar por via aérea o seu tesouro que será oferecido a um preço com desconto (¥ 210.000) para seus clientes de sorte, informou a Federação Agrícola de Miyazaki.

Com um peso mínimo de 350 gramas e altos níveis de açúcar, as mangas rotuladas "Taiyo no tamago" ("ovo do sol") são selecionadas por critérios muito rigorosos.

Outras frutas premiadas, como os melões, atingem cifras delirantes a cada ano no Japão. O recorde absoluto é de 2008, quando dois melões foram vendidos por 2,5 milhões de ienes (19.500 euros no câmbio actual).

Os morangos também seguem em alta. Uma marca de luxo, particularmente em voga este ano, chegou a vender a unidade de morango por € 390.

Embora não desembolsem necessariamente esses montantes, os japoneses não poupam ao presentear com frutas, um presente muito estimado no arquipélago.

Nos hortifrútis, estas obras-primas da natureza são expostas como se fossem jóias, protegidas por uma rede de musselina branca. Muitas vezes vendidas por unidades, as maçãs, pêras, pêssegos e uvas exibem formas perfeitas e deixam um gosto requintado na boca.

Mesmo em supermercados comuns, as frutas são caras: uma simples maçã custa o equivalente a 2 euros.

TóquioJapão

Via EmResumo