Uma senhora de 92 anos salvou sua amiga de 75 de um assalto. Como? Derrubando o bandido com sua scooter. Eileen Mason e Margeret Seabrook estavam voltando de um almoço em seu club predileto quando o meliante surgiu por trás de uma cerca.

Ao ver o conteúdo da cesta de Seabrook, ele se pendurou na frente da moto, agarrou o braço de dona Mason e tentou o roubo. Nessa hora, ela gritou: “Ah, mas não vai mesmo!”, pisou no acelerador, fez uma curva e desequilibrou o rapaz. Assim, ele desmoronou na frente das senhoras, que pisaram no acelerador e escaparam.

Bisavós guerreiras

Dona Mason – mãe de quatro filhos, avó de 10 netos e bisavó de 13 crianças – contou a história para o The Telegraph: “Eu vi que ele estava de olho na cesta e disse ‘Ah, mas não vai mesmo!’, bem alto. Pisei no acelerador da minha scooter e virei rapidamente. Quando percebi, ele já estava no chão”.

“Algo em mim sé me dizia para virar, então eu acelerei e manobrei, nisso ele saiu voando. O rapaz era tão mal-encarado! Toda semana, nós vamos para o club almoçar utilizando nossas scooters e isso nunca aconteceu antes”, explicou a bisavó.

“Nós fomos para a guerra e passamos por bombardeios. Não deixaríamos que um ladrãozinho nos impedisse. Eu me defenderia novamente se tivesse que fazê-lo, mas espero que não tenha. Nós vamos seguir a vida normalmente – ele não nos assustou”, informou a corajosa senhora Mason.

Dona Seabrook – mãe de três filhos, vó de oito netos e que têm quatro bisnetos – disse que era óbvio que ele estava mirando as duas, pois pensou que elas seriam um alvo fácil – mal sabia ele o quanto estava enganado. Para concluir, a senhora fez um alerta para que as pessoas não deixem as compras ou as bolsas nas cestinhas das scooters. “É melhor colocar os objetos no colo ou esconder na parte de trás do veículo”, conscientizou Margareth.