Você deve ter visto a enxurrada de memes e piadas que surgiram após a publicação de uma matéria na Veja sobre a esposa do vice-presidente Michel Temer, Marcela Temer, na qual a revista se refere a ela como “bela, recatada e do lar”, não é mesmo? A reportagem chegou às bancas na semana passada, e a frase, evidentemente, causou bastante indignação pelo país por despertar sentimentos machistas. Ieeiii, muito bem!

No entanto, não é que no início desta semana Elizete Malafaia, esposa do líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia, resolveu lançar uma campanha em resposta aos críticos de “bela, recatada e do lar”? Nela, Elizete convoca as mulheres a postar fotos nas redes sociais nas quais aparecem acompanhadas de marido e filhos, cuidando das crianças, preparando a comida, lavando os pratos, enfim, mostrando que são do lar.

Elizete "Vitoriosa" Malafaia e família

Elizete ainda sugere que as defensoras da campanha usem as hashtags #FelizPorSerMulherEsposaMãeDoLar e #SouMulherVitoriosa, e postem as imagens acompanhadas da legenda “A minha família é a minha prioridade!”. Várias mulheres atenderam ao chamado e começaram a compartilhar suas fotos, como foi o caso da cantora gospel Ana Paula Valadão. Veja:

Do lar

A iniciativa, como esperado, despertou mais uma onda de desaprovação por parte dos críticos — que estão usando e abusando da ironia em suas respostas. Veja algumas reações a seguir:

Falou e disse

Um brinde!

Do ar

Elas podem ser o que quiserem

Congelado no tempo

Deus tá vendo!

Na verdade, não há absolutamente nada de errado com mulheres que decidem se dedicar a cuidar dos filhos — e ser “do lar”. Afinal, é direito de cada indivíduo escolher como deseja viver a própria vida. O problema está em insinuar que as mulheres solteiras, que não têm família, filhos ou não se ocupem exclusivamente de afazeres domésticos são menos vitoriosas.

***

Qual é a sua opinião a respeito da campanha “bela, recatada e do lar”? Comente no Fórum do Mega Curioso