A Cientologia ainda é uma religião bastante polêmica, já que foi fundada por um norte-americano que é autor de vários livros de ficção científica. Ela foi criada em 1954 por L. Ron Hubbard e preza o autoconhecimento e o autoaperfeiçoamento. Para saber mais sobre ela, você pode clicar aqui.

Apesar disso, alguns países ainda não a aceitam como uma religião “de verdade”. É o caso da Alemanha: muitas pessoas de lá veem a Cientologia como um tipo de política extremista, que gera desconforto desde o final da Segunda Guerra Mundial! Outro argumento é que a Cientologia é mais um negócio em si do que uma religião: para os críticos, as igrejas funcionam como uma espécie de franquia.

Esse tipo de conflito fez com que outras empresas tomassem decisões consideradas mais radicais. É o caso da Adidas, que foi fundada justamente na Alemanha, em 1924. O jornal Der Spiegel conseguiu uma cópia do contrato de um jogador do Bayern de Munique, de 2008, em que a cláusula de não seguir as doutrinas da Cientologia está explícita.

Outros detalhes do contrato também vieram à tona: além da obviedade de o jogador não poder se envolver com drogas e substâncias ilícitas, ele não deverá ter qualquer ligação com organizações monitoradas por agências de inteligência.

Apesar de nenhum país proibir a prática religiosa, inúmeras nações europeias estão monitorando os avanços da Cientologia, e a Alemanha é justamente a que tem maiores objeções para a implantação dessas igrejas.

***

O que você acha de a Adidas proibir seus atletas de praticarem a Cientologia? Comente no Fórum do Mega Curioso