Um dia possui 24 horas. Será? Aqui na Terra nós temos certeza disso, mas e em outros planetas? Sim, cada um deles possui uma quantidade de minutos e segundos e não são todos iguais nem inteiros. Os cientistas precisam conhecer esses números para que saibam como é a estrutura interna e a composição do lugar.

"O período de rotação de um planeta é uma propriedade física fundamental e seu valor afeta muitos aspectos do lugar", disse Ravit Helled, pesquisador da Universidde de Tel Aviv. Ele e sua equipe desenvolveram uma técnica para obter essa estatística e publicaram o novo método — muito importante para a ciência — na revista Nature.

Os problemas de Saturno

O dia é calculado de acordo com o tempo que o planeta leva para dar uma volta ao redor do seu próprio eixo. Fazer esse cálculo em planetas rochosos, como Marte e a própria Terra, é simples: os pesquisadores seguem a posição de algum ponto da superfície enquanto o planeta faz a sua rotação. Mas e quando se trata de planetas gasosos?

Saturno é um deles. O corpo celeste é composto basicamente de hidrogênio, hélio e outros gases, sendo bem difícil para os pesquisadores calcularem a duração de um dia por lá. Há muitos anos os investigadores têm entregado números sempre conflitantes. Desde 1981, existe uma divergência nesse valor. Mas por quê?

Na maioria dos planetas, o campo magnético é inclinado em relação ao eixo de rotação. Isso torna a medição bem mais fácil para os pesquisadores. Tal fato normalmente acontece em planetas rochosos, mas em Saturno as coisas se tornam diferentes e os eixos se alinham. Não é preciso dizer que tudo se torna muito mais complicado, não é?

E o resultado foi...

Os pesquisadores de Tel Aviv utilizaram outro recurso para o caso do planeta. Depois de muito pesquisarem, Helled e sua equipe usaram como base as medições que já deram certo para avaliarem a equação de rotação de Saturno. Eles alteraram os valores, colocando as variáveis desconhecidas, e então chegaram com um melhor período para o fenômeno.

Foram utilizados até mesmo os valores do próprio planeta em massa e campo gravitacional e... 10 horas, 32 minutos e 44 segundos. Esse é o tempo exato — até então — que dura um dia em Saturno, segundo os cientistas. Com esse cálculo, foi possível até mesmo ter uma aproximação no tempo de Júpiter, que tem uma estimativa quase idêntica.