1 – Procure a luz

Calma, não estamos falando de algo como a luz no final do túnel, mas sim da luz solar mesmo, que já ela teve seu efeito comparado ao de alguns antidepressivos, sabia? Além de os banhos de Sol serem ótimos em termos de vitamina D, o que sabemos é que os raios solares nos deixam, sim, mais felizes.

O ideal é ficar pelo menos 30 minutos por dia sob a luz do Sol, de preferência no período da manhã, já que isso melhora nosso humor ao longo do dia – e os raios solares desse período geralmente não possuem os raios UV que estão ligados ao câncer de pele.

2 – Pratique atividades físicas

Pessoas que não movimentam o corpo de forma alguma têm 75% de chances de receberem um diagnóstico de depressão com o passar do tempo. Por outro lado, já é comprovado que a prática moderada de atividades físicas atua como uma forma preventiva quando o assunto é depressão – ou seja: abandonar o sedentarismo é um ótimo negócio para a sua saúde física e mental.

Para começar, o ideal é fazer caminhadas diárias de 30 minutos de duração, e de preferência ao ar livre. Se você tem condições médicas para fazer treinamentos de alta intensidade, melhor ainda – uma boa forma de fazer isso é, nos 50 primeiros segundos de cada minuto de atividade, caminhar de forma moderada e, nos últimos 10segundos, andar o mais rápido possível.

Além da caminhada, exercícios como a corrida e o ciclismo também estão ligados à prevenção da depressão, especialmente quando realizados ao ar livre.

3 – Não se esqueça da sua vida social

Pessoas que convivem com amigos, que saem com a galera e que fazem happy hour com os colegas de trabalho têm menos chances de desenvolver depressão, de um modo geral.

O ideal é encontrar os amigos pessoalmente sempre que possível, para conversar, pedir conselhos, compartilhar experiências, dar risadas, falar besteira e garantir envolvimento emocional. Essas interações não apenas previnem a depressão como também afastam das pessoas os riscos de outros problemas de saúde, como ataques cardíacos e AVCs.

4 – Conheça e pratique técnicas de TCC

Não, não estamos falando sobre trabalho de conclusão de curso. Em termos de psicologia, TCC significa Terapia Cognitivo-Comportamental, e isso consiste, de forma simples, em focar nas soluções e não nos problemas.

Como? Uma forma fácil é anotar três problemas por dia e suas soluções, buscando focar nelas sempre. Uma vez que você tenha a solução e se foque nela, busque avaliar se isso surtiu efeito e o que é preciso fazer a partir de então.

Digamos que o problema seja a insônia, certo? As soluções podem envolver alguns dos seguintes itens: não usar computador e celular na cama, apostar em uma cortina que deixe seu quarto escuro, meditar e garantir que seu quarto seja o mais confortável possível. Agora que você sabe quais são as soluções, pense nelas e não na insônia em si. Aos poucos, se você se disciplinar cada vez mais com o passar dos dias, vai ficar mais fácil colocar essas soluções em prática e perceber os benefícios.

Esse tipo de trabalho pode ser feito para vários aspectos da sua vida: de problemas financeiros a de organização da sua casa. É claro que se a questão parece ser mais complexa você pode buscar ajuda psicológica também, já que existem profissionais especializados nesse ramo da psicologia, e que saberaõ conduzir você da melhor maneira possível.

***

Vale deixar claro que essas atitudes não garantem que você nunca terá depressão, mas sim que a sua saúde mental estará mais bem cuidada, o que é um diferencial e tanto. Se mesmo assim você sentir que está precisando de ajuda, procure um psicólogo e um psiquiatra.