Muita gente vê os cabelos grisalhos como sinal da idade, mas nem sempre é isso que acontece: jovens já na casa dos 20 anos, ou até antes, podem notar o branqueamento do “telhado”. Normalmente, o envelhecimento do folículo capilar faz com que deixe de ser produzida a melanina responsável pela coloração dos cachos. Já no caso do pessoal mais novo, as causas costumam serem outras. Confira 4 motivos para isso:

1. Genética

Pode ser que você tenha alguma alteração hereditária no gene IRF4, que é responsável pela produção da melanina. Descubra se seu pai ou sua mãe teve o clareamento precoce das madeixas e provavelmente você verá que não é nada demais, já que esse problema genético só afeta seus cabelos e nada mais de sua saúde.

2. Falta de vitamina

Outro possível fator é a falta de vitamina B12 no corpo, normalmente resultado de uma doença conhecida como anemia perniciosa, que é quando você não consegue absorvê-la naturalmente. Nosso corpo não produz a B12, por isso necessitamos ingerir alimentos como fígado, atum, ovo e leite. Se mesmo assim o problema persistir, é possível injetar a vitamina, mas isso deve ser feito com acompanhamento médico.

3. Distúrbios da tireoide

Quando a tireoide não produz os hormônios tri-iodotironina (T3) e tiroxina (T4), que regulam o metabolismo do corpo, um dos efeitos colaterais possíveis é o branqueamento capilar. O hipotireoidismo também causa problemas mais graves, como depressão, constipação e cansaço extremo, sendo necessária a reposição hormonal para que seu corpo funcione perfeitamente.

4. Tabagismo

Em 1996, o pesquisador J. G. Mosley estudou pacientes britânicos e notou uma relação entre o tabagismo e os cabelos brancos. Os fumantes costumavam ficar grisalhos muito mais cedo do que os não fumantes, mas Mosley não provasse que o tabagismo realmente estivesse por trás desse problema. Independente se isso é real ou não, parar de fumar seria ótimo, hein?