Mayra Rosales tem 34 anos, vive no Texas, e pesava mias de 450 kg quando foi acusada da morte do sobrinho Eliseo, que tinha apenas dois anos de idade. Na época, os moradores da região onde Mayra vivia diziam que a criança tinha morrido sufocada, depois de a tia ter caído sobre ela.

A verdade é que a responsável pela morte de Eliseo foi a irmã de Mayra, que atingiu a cabeça do garoto com uma escova de cabelo. O fato é que a tragédia teve repercussões que foram além do sentimento de luto: Mayra acabou confrontando o fato de que estava realmente muito perto de morrer, devido ao seu peso.

Em declaração publicada no Metro, ela disse que, naquela época, tinha simplesmente desistido da vida, que estava viva, mas não tinha experiências de verdade. Hoje, depois de eliminar 362 kg, ela pesa 90 kg.

Recomeço

Agora, ela tem uma relação diferente com a comida, e diz finalmente entender que as pessoas precisam comer para viver, e que isso é normal. Com relação aos problemas de saúde que tinha quando era obesa mórbida, ela comemora o fato de ter se livrado de muitos deles – agora ela não é mais diabética, não é hipertensa nem tem altos níveis de colesterol.

As mudanças foram possíveis graças a uma reeducação alimentar e a uma série de cirurgias pelas quais se submeteu, com a ajuda do médico Dr. Younan Nowzaraden, conhecido por ajudar pessoas com obesidade mórbida a recuperarem a qualidade de vida.

Para ele, Mayra está finalmente motivada, já que perdeu anos de sua vida em uma cama, sem conseguir andar por causa do peso. Agora, ela deverá passar por cirurgias que visam retirar o excesso de pele. A irmã de Mayra, Jaime, confessou ser a culpada pela morte de Eliseo e foi condenada a 15 anos de prisão.