A gente aqui no Mega sempre noticia doenças bizarras, e elas fazem o maior sucesso. Porém, a gente também alerta para situações rotineiras que precisam – e muito – de um maior esclarecimento da população. Os problemas relacionados à ansiedade são um exemplo, inclusive mostramos o que se deve fazer em caso de um ataque de pânico.

Nessa matéria citada, a primeira dica é afastar a pessoa daquilo que desencadeou o ataque de pânico. O jogador de futebol Mitch Austin, do Melbourne Victory, da Austrália, fez exatamente isso ao ter uma crise súbita durante uma entrevista ao vivo à rede ABC News de seu país no último dia 2. Austin se levantou e saiu sem pensar duas vezes!

O jogador tem 26 anos e estava respondendo questionamentos da jornalista Georgie Tunny quando começou a gaguejar e passar mal. Ao sentir o ataque iminente, ele preferiu se levantar e deixou Georgie sem entender nada. Ela acabou a entrevista por ali e chamou os âncoras do telejornal, que também estavam surpresos com a reação de Austin. Veja o momento:

O futebolista estava no programa para falar sobre a próxima temporada do campeonato australiano. Segundo a jornalista Georgie, ambos conversaram nos bastidores depois do acontecido, e Austin se recuperou rapidamente. Segundo ela, apesar da surpresa, não ficou qualquer rancor entre eles por conta da situação inesperada.

O caso de Austin não é isolado: em 2016, o professor de relações internacionais Benjamin Habib, da Universidade La Trobe, também na Austrália, saiu no meio de uma entrevista ao vivo por conta de um ataque semelhante. Ele estava comentando sobre a situação política da Coreia do Norte quando congelou e ficou sem conseguir responder.

“Eu acho que Mitch foi absolutamente correto. Assim que ele percebeu que não estava preparado, parou. Você não tem nenhuma obrigação de continuar se você estiver desconfortável. E é perfeitamente saudável sair dessa situação o quanto antes”, explicou Habib em defesa do jogador. Confira a entrevista em que ele passou mal: