Você viu o inchaço no lábio da moça da imagem? Pois ela não levou nenhuma picada nem se envolveu em uma briga violenta ou qualquer acidente estranho. De acordo com Michelle Starr, do site Science Alert, um belo dia, a jovem — uma russa de 32 anos cuja identidade não foi revelada — notou que havia surgido um carocinho logo abaixo do olho esquerdo e, cinco dias depois, a bolota desapareceu e voltou a aparecer na pálpebra.

Caroço estranhoCaroço "itinerante" (Science Alert/Kartashev and Simon/New England Journal of Medicine)

Enquanto esse aparece e desaparece de bolotas se desenrolava, a moça disse ter notado uma sensação estranha, uma coceirinha misturada com uma leve ardência — mas, mesmo assim, a russa não deu muita bola para o que estava acontecendo. Então, 10 dias mais tarde foi a vez de o lado esquerdo do lábio superior dela ficar todo inchado. Aí, sim, a jovem resolveu procurar ajuda médica, e você vai morrer de aflição quando souber do que se tratava.

Ui, ui, ui...

Depois de realizar um exame, os médicos descobriram que o inchaço “itinerante”, na verdade, era um parasita da espécie Dirofilaria repens, um nematódeo carnívoro que costuma infectar animais como cães, gatos, lobos e raposas, mas podem — como você viu e a russa descobriu — infectar humanos também. Você está realmente preparado para isso?

Olha lá quem estava por trás do inchaço! (Science Alert/Kartashev and Simon/New England Journal of Medicine)

Segundo Michelle, esses parasitas são transmitidos através de picadas de mosquitos e, em humanos, a infecção costuma ser bastante incomum e acidental. Por sorte, esses bichos não são capazes de alcançar a maturidade em nosso organismo e, portanto, não podem se reproduzir no nosso corpo. Mas essas criaturas conseguem se mover debaixo da pele — o que é arrepiante de se imaginar.

A boa notícia é que não é excessivamente complicado remover o parasita. No caso da moça, os médicos paralisaram o verminho e realizaram um pequeno procedimento cirúrgico. Além disso, ela contou que havia estado em uma área rural nos arredores de Moscou e que, durante a viagem, foi picada muitas vezes por insetos. Após a remoção do parasita, a russa se recuperou completamente — e com certeza incluiu o repelente como item indispensável de qualquer passeio!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!