Uma nova pesquisa realizada com 451.743 indivíduos de 10 países da Europa alerta para o maior risco de mortalidade precoce em pessoas que mantêm o hábito de beber dois ou mais copos de refrigerantes por dia. O estudo divulgado pela revista JAMA Internal Medicine ressalta ainda que o consumo da bebida possa propiciar o aumento de mortes por distúrbios digestivos.

Fonte: Pixabay

Os dados analisados recentemente são provenientes de uma amostragem recrutada entre os anos de 1992 e 2000 que já excluía pessoas com enfermidades crônicas como câncer, doenças cardíacas, diabetes ou que tivessem sofrido acidente vascular cerebral. Segundo os resultados da pesquisa, o índice de mortalidade por volta dos 50 anos foi maior em indivíduos que relatavam o consumo médio diário de 2 copos da bebida. Além de estar diretamente ligado à obesidade, o consumo destas bebidas pode ser ainda mais perigoso se aliado ao tabagismo ou mesmo o consumo de álcool.

O principal intuito da análise, além de apresentar um importante alerta para a população, é fornecer dados consistentes para apoiar campanhas de saúde pública em toda a Europa.