Caso você não saiba, as isquemias do coração — que podem afetar o funcionamento do órgão, a saúde das artérias e resultar em infartos — e os derrames são as doenças que mais matam no Brasil. De acordo com o Dr. Dráuzio Varela, esses problemas são provocados por vários fatores, como histórico familiar, tabagismo, diabetes, colesterol alto e hipertensão. Além disso, a idade também exerce uma grade influência no surgimento dos males.

Pois segundo Mary Jo DiLonardo, do portal Mother Nature Network, um estudo conduzido pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (ou CDC) dos EUA revelou que os corações de 3 entre 4 adultos do país são mais “velhos” do que seus donos — e essa diferença de idade resulta em um maior risco de que as pessoas sofram ataques cardíacos e derrames.

Coração em dia?

De acordo com Mary, os pesquisadores do CDC calcularam as “idades” dos corações com base em uma série de fatores de risco — como os indicadores mencionados pelo Dr. Dráuzio, ou seja, se o indivíduo era fumante, sofria de pressão alta, tinha diabetes e estava acima do peso, por exemplo. Os dados revelaram que cerca de 69 milhões de norte-americanos de ambos os sexos e com idades entre 30 e 74 anos têm corações mais velhos do que suas idades reais.

Os pesquisadores descobriram ainda que, em média, os corações dos homens eram 7,8 anos mais velhos do que suas idades cronológicas, enquanto que os das mulheres eram 5,4 anos. Além disso, os dados revelaram que, entre todos os grupos étnicos avaliados, as pessoas negras eram as que tinham os corações mais velhos, somando 11 anos a mais do que suas idades reais.

Outro aspecto interessante foi que tanto para homens como para mulheres a diferença entre as idades dos corações e as idades cronológicas aumentava conforme os indivíduos de tornavam mais velhos, embora essa diferença fosse menor em pessoas com níveis de educação mais elevados e melhores condições de vida.

Aliás, para ter uma ideia se o seu coração continua tão jovem como você (tomara!), basta visitar o site desenvolvido pelos pesquisadores através deste link e preencher alguns campos. A página está inglês, mas você só precisa indicar o gênero — Masculino ou Feminino —, sua idade, responder se você sofre de hipertensão, se é fumante, se tem diabetes e qual é o seu índice de massa corporal. Depois, conte para a gente se a idade do seu coração está em dia.