Japonês que não faz sexo com a esposa agora namora bonecas
30 JUN 17

Japonês que não faz sexo com a esposa agora namora bonecas

O amor tem inúmeras facetas e ninguém tem dúvidas disso, e um tipo novo de relacionamento amoroso surgiu há pouco tempo, graças às novas tecnologias aplicadas na produção de bonecas sexuais realistas, que se parecem pessoas de verdade. É cada vez maior o número de homens que, cansadas de relacionamentos com outras pessoas, acabaram se apaixonando por bonecas.

Foi exatamente isso que aconteceu com o japonês Masayuki Ozaki, que é casado, mas vive um relacionamento sem sexo e, para preencher o vazio, acabou comprando uma boneca realista de silicone, que ele hoje diz ser o amor de sua vida.

Ozaki revelou que ele e a esposa nunca mais fizeram sexo depois que ela engravidou e que isso o deixou com uma sensação profunda de solidão. Hoje, na mesma casa onde mora com a esposa e com a filha adolescente, ele vive seu romance com as bonecas que comprou ao longo dos anos.

Felizes

A primeira vez que Ozaki soube sobre a produção desse tipo de boneca realista foi ao ler uma revista. Depois, ele foi a uma exposição e ficou simplesmente apaixonado por elas – as que têm em casa ele leva para passeios ao ar livre, colocando-as em cadeiras de roda, e, como são suas namoradas, as presenteia com joias frequentemente.

O japonês conta que sua filha demorou a entender que Mayu, a sua boneca mais velha, não era uma Barbie gigante, e que tudo ficou estranho no início, mas diz que agora ela tem idade o suficiente para entender qual é a função das bonecas e, se quiser, pode até emprestar as roupas delas.

“As mulheres japonesas têm o coração duro. Elas são muito egoístas. Quaisquer que sejam os meus problemas, Mayu está sempre aqui. Eu a amo muito e quero estar sempre com ela, me enterrar com ela. Eu quero leva-la para o paraíso”, declarou.

Cada vez mais comum

Por ano, são vendidas 2 mil bonecas realistas de silicone no Japão, e as que são completas, esquipadas com cabeça e vagina removíveis, chegam a custar o equivalente a R$ 20 mil. A primeira boneca sexual chegou ao mercado e 1981, mas as mais modernas, de látex e silicone, são produzidas desde 2001.

De acordo com Hideo Tsuchiya, que trabalha na fabricação dessas bonecas, as versões atuais, que têm uma superfície que se parece muito com a textura da pele humana, estão fazendo com que cada vez mais pessoas as comprem, por sentirem que são capazes de se comunicar com as bonecas.

***

O Mega Curioso está em diversas redes sociais, sabia? Você pode nos seguir no Facebook, no Instagram e também no Twitter. E você ainda pode conferir todas as novidades em primeira mão através  do nosso aplicativo! Venha com a gente!

Fontes La Teja
Comentários
Relacionados
Shopping
Novidades