Uma das maiores reclamações das mulheres em relação aos seus parceiros sexuais é que muitos não gostam e até mesmo não fazem sexo oral nelas. Há algum tempo, o Mega Curioso entrevistou a atriz pornô Pamela Pantera, que mostrou essa dura realidade para a classe feminina: enquanto os homens praticamente exigem que elas pratiquem a felação, a recíproca frequentemente não é muito satisfatória.

Então, moçada, está na hora de reverter esse quadro. Afinal, direitos iguais, não é mesmo? Para incentivá-los ainda mais a praticar sexo oral nas suas parceiras, aqui vai uma dica preciosa: cerca de 70% do líquido vaginal é composto por bactérias chamadas lactobacilos, que são benéficas para a saúde.

E não sou apenas eu quem estou dizendo isso, é a Ciência! Essas bactérias probióticas têm muitas finalidades no corpo humano – não é à toa que muita gente investe em iogurtes ou leites fermentados para repor sua flora intestinal. E que tal unir o útil ao agradável conseguindo uma fonte natural disso?

Dica para a vida

Contraindicações

Claro que é preciso criar uma rotina de ingestão de probióticos para que seu corpo seja mais saudável. Existem entre 100 mil e 100 milhões de lactobacilos em 1 grama de fluido vaginal. Para você obter a dose diária necessária, você teria que ingerir entre 10 gramas e 10 quilos de fluido por dia. Parece muito, mas se lembre que é por uma boa causa. Ou melhor, por duas causas boas...

Essas bactérias vaginais são tão nutritivas que existem até pessoas investindo em produtos com elas. Recentemente, a Order of Yoni produziu a primeira cerveja que contém fluidos vaginais na sua composição. Vale lembrar, também, que aqui no Mega escrevemos a história de uma mulher que usou sua própria secreção para produzir pão!

Claro que toda coisa boa tem sempre uma contraindicação: é importante lembrar que o sexo desprevenido pode transmitir diversas DSTs. Por isso, saiba muito bem onde você está colocando a boca, para não se arrepender depois. Mesmo assim, pratiquem uma alimentação mais saudável.

Se jogue de cabeça!

*Publicado em 20/04/2016