Você é do tipo que simplesmente adora o dia e, se pudesse, não deixaria que ele terminasse nunca? Pois talvez você goste da experiência de passar algum tempo no Círculo Polar Ártico durante o verão, quando, como você sabe, o sol nunca realmente se põe, especialmente próximo ao dia do solstício. Já pensou?! E se você quer ter uma prévia de como seria isso, confira o vídeo em time lapse a seguir, produzido por Maxie Max:

Na verdade, o clipe foi postado há três anos, mas ele mostra como são os dias típicos que antecedem o solstício de verão. No caso acima, as imagens foram registradas em algum local ao norte do Círculo Polar Ártico, mas o mesmo fenômeno — conhecido como “sol da meia-noite” — também pode ser observado ao sul do Círculo Polar Antártico. E você sabe por que ele ocorre?

Eixo inclinado

A Terra completa uma volta sobre o próprio eixo — uma linha imaginária que atravessa o planeta de norte a sul — uma vez a cada 24 horas aproximadamente, enquanto percorre sua órbita ao redor do Sol ao longo de um ano.

No entanto, a Terra se encontra inclinada com respeito ao próprio eixo, e essa inclinação sempre aponta para o mesmo lado no espaço. Assim, durante o ano, enquanto a Terra completa sua volta ao redor do Sol, diferentes partes da superfície recebem os raios solares de forma mais direta ou não. Confira:

E como você viu, a área ao redor da linha do equador, por exemplo, se encontra mais próxima do Sol e recebe os raios solares de forma mais ou menos constante durante o ano, ao contrário das regiões localizadas nos polos, que se encontram mais distantes e recebem a luz de forma intermitente. Aliás, é esse movimento e inclinação que causam as diferentes estações do ano.

Agora, considerando o vídeo acima, conforme a Terra percorre sua órbita ao redor do Sol, seu ângulo de inclinação faz com que o Polo Norte fique apontado para a nossa estrela durante o verão — e se mantenha constantemente iluminado, mesmo enquanto o planeta gira sobre o próprio eixo.

Por outro lado, isso também significa que durante o inverno esse mesmo Polo fica apontado para o lado oposto e não receba raios solares nesse período. E mais: como os hemisférios norte e sul têm estações do ano contrárias, ou seja, enquanto é verão no hemisfério norte, o hemisfério sul se encontra no inverno, quando o vídeo acima — com o pôr-do-sol que nunca ocorre — foi gravado, no Círculo Polar Antártico era constantemente noite.