Nunca é tarde demais para fazer as malas e cair no mundo. Prova disso é a aposentada Elena Mikhailovna, de 89 anos, que resolveu investir todas as suas economias em viagens. Quando perguntada sobre o que os seus conhecidos pensam a respeito do seu espírito aventureiro, ela brinca: “As meninas estão com inveja”.

Em entrevista ao Sputnik Vietnam, a aposentada revelou que, embora tenha a saúde frágil, ela prefere conhecer o mundo em vez de ficar em casa, na cidade de Krasnoyarsk – a cerca de 4 mil quilômetros de Moscou.

Em viagem ao Vietnã, a aposentada ficou impressionada com a culinária local e com a simpatia de outros turistas

A sugestão de rodar o mundo partiu de amigos quando a russa tinha 83 anos. De lá para cá, ela já viajou uma vez para a Polônia, para o Vietnã e para Israel, duas para a Alemanha e cinco para a República Tcheca. Além do dinheiro da sua aposentadoria, Mikhailovna vende flores e recebe contribuições de parentes para poder realizar suas excursões.

Sua última viagem foi para Israel, onde ela teve a oportunidade de se banhar no rio Jordão e no mar Morto, andar de camelo e conhecer o túmulo de Jesus Cristo. E, se as finanças e a saúde permitirem, ela vai visitar a Espanha e a Itália muito em breve.

“Quero dizer a todos da minha idade: não tenham medo de viajar. É necessário e útil conhecer o mundo” – afirmou a aposentada.