Como se já não bastasse ser uma cobra, uma espécie desse réptil do Irã tem ainda uma cauda com a ponta parecida com uma aranha! Esse é o tipo de animal muito curioso, fascinante para os especialistas, mas que a maioria das pessoas quer bem longe.

De acordo com o Biological Marginalia, essa serpente estranha (Pseudocerastes urarachnoides) foi observada pela primeira vez em 1968 e as análises de suas características revelaram que o que parecia ser um aracnídeo na cauda era na verdade uma protuberância do próprio animal.

Porém, os cientistas não conseguiram determinar se era algum tipo de reação a um parasita, um tumor ou uma causa genética, pois não havia outro exemplar para comparação. O que eles perceberam é que ela utiliza esse “apetrecho” para atrair presas, como aves, e para isso conta ainda com certo tipo de camuflagem entre rochas e areia. Confira abaixo o vídeo da cauda em movimento:

Apenas em 2003 outro exemplar foi capturado, e, finalmente, depois de mais de três décadas, é que os cientistas puderam realmente confirmar que a característica da cauda fazia parte da espécie. Porém, essa foi capturada morta. Então, em 2008, o pesquisador Behzad Fathinia encontrou uma delas viva.

Ele e sua equipe realizaram alguns testes para observar de fato como a cobra usava tal parte do corpo. Para isso, eles colocaram uma galinha no mesmo ambiente. Depois de um tempo, a ave foi lá bicar o que ela pensava ser uma aranha e se deu mal, é claro, pois, assim que isso aconteceu, a cobra deu o bote em menos de um segundo.