Quem fuma sabe que uma das piores dificuldades na hora de largar o vício é qualquer evento social: encontrar amigos fumantes se torna um problema, assim como consumir qualquer tipo de bebida alcoólica – dá sempre aquela vontade de fumar. Com relação à bebida, vale frisar que há fumantes ocasionais, que só cedem ao cigarro nos finais de semana, quando saem com os amigos e fazem o quê? Bebem.

Um estudo recente, promovido por pesquisadores da Universidade do Missouri, tentou entender essa relação entre o consumo de bebidas alcoólicas e um desejo maior de fumar. Ao que tudo indica, isso acontece porque o álcool é um depressor do sistema nervoso, o que nos deixa cansados e com sono. A nicotina, por outro lado, é estimulante.

Para chegar à conclusão de que, na verdade, o cigarro acende o que o álcool apaga, os pesquisadores estudaram respostas cerebrais em ratos que receberam doses de álcool e também de nicotina. O estudo focou em avaliar a área frontal do cérebro dos animais, relacionada aos reflexos, ao aprendizado e à atenção.

Ao final do experimento, ficou mais do que claro: a nicotina atua como uma supressora do sono, diminuindo o efeito depressor do álcool. Na conclusão do estudo, os pesquisadores afirmaram que agora é possível dizer que a nicotina atua não apenas como droga estimulante e recreativa, mas também como uma supressora do efeito depressivo do álcool – talvez por isso seja bacana, para quem quer parar de fumar, ficar um tempo sem beber também.

Você conhece um bom exemplo de alguém que parou de fumar? Comente no Fórum do Mega Curioso