Enquanto alguns cientistas buscam novas tecnologias para facilitar a vida de todos nós ou maneiras de combater as mais diversas doenças, existem pesquisadores que se especializaram em assuntos muito mais curiosos.

Para buscar entender mais de perto o trabalho de alguns desses profissionais, a BBC selecionou sete pesquisadores com áreas de estudo bastante incomuns em diferentes instituições de ensino superior na Inglaterra.

Conheça um pouco sobre o trabalho de cada um deles e veja como a vastidão dos estudos acadêmicos vai muito além do que podemos imaginar:

1) Sapatos

Professor Giorgio Riello, especialista em sapatos. Fonte da imagem: Reprodução/BBC

  • Pesquisador:  Professor Giorgio Riello
  • Instituição:  Universidade de Warwick
  • Objeto de estudo:  Os aspectos socioculturais dos sapatos

O Professor Giorgio Riello é um dos nomes mais importantes do mundo quando o assunto é a história dos sapatos. O especialista afirma que os calçados são como “lentes” através das quais o passado cultural, social e científico pode ser revisitado. Além disso, ele defende que os sapatos são produzidos e comprados por inúmeros motivos que vão desde a praticidade até as funções estéticas, e também eróticas, que eles podem cumprir.

2) Moscas

  • Pesquisador:  Doutor Barry Denholm
  • Instituição:  Universidade de Cambridge
  • Objeto de estudo:  As células do sistema excretor das moscas

Como se estudar moscas já não fosse peculiar o bastante, o Doutor Barry Denholm se especializou nas células que compõem o sistema excretor desses insetos. Chamadas de nefrócitos, essas estruturas guardam várias similaridades com os podócitos – que são células que constituem os nossos rins. Por esse motivo, seu trabalho permite que estudos acerca dos rins humanos sejam feitos de maneira mais eficiente e com menos custos.

3) Tatuagens

Doutor Matt Lodder, especialista em tatuagens. Fonte da imagem: Reprodução/BBC

  • Pesquisador:  Doutor Matt Lodder
  • Instituição:  Universidade de Essex
  • Objeto de estudo:  A história da tatuagem

Além de colecionar mais de um século em matérias jornalísticas sobre tatuagem, o Doutor Matt Lodder também estuda os primórdios da arte na pele através das máquinas, agulhas e livros que surgiram ao longo do tempo. Seu objetivo é derrubar os mitos que existem acerca da tatuagem e contribuir para que os desenhos possam ser reconhecidos e apreciados como obras de arte, assim como acontece com pinturas e esculturas.

4) Fisiculturismo feminino

  • Pesquisadora:  Doutora Tanya Bunsell
  • Instituição:  St Mary`s University College
  • Objeto de estudo:  O fisiculturismo feminino na sociedade

Enquanto homens fortes e musculosos são apreciados, as mulheres que assumem a mesma condição física são rotuladas como “másculas” ou “não atraentes”. Por que isso acontece? Pois esse é exatamente um dos pontos do trabalho da Doutora Tanya Bunsell, que dedicou dois anos de sua vida para “viver e sentir” o estilo de vida dos fisiculturistas. Suas descobertas são surpreendentes e apontam que as mulheres que praticam o fisiculturismo não querem perder peso ou atrair o sexo oposto. Ao contrário do que muitos pensam, o estudo de Bunsell revelou que existe uma relação direta entre as mulheres que seguem esse estilo de vida e o prazer pelo próprio corpo, a catarse e o autocontrole.

5) Vacas

Doutor Jonathan Amory, especialista em vacas, segura um dos dispositivos que usa em seu estudo. Fonte da imagem: Reprodução/BBC

  • Pesquisador:  Doutor Jonathan Amory
  • Instituição:  Writtle College
  • Objeto de estudo:  A interação social das vacas

Você já parou para se perguntar se as vacas têm amigos ou se elas se afastam do rebanho quando estão tristes? Pois saiba que essas questões são fundamentais para o Doutor Jonathan Amory, que busca descobrir como esses animais interagem uns com os outros. Através de dispositivos instalados em coleiras, o especialista é capaz de monitorar todos os movimentos das vacas. A partir deste ano, Amory deve recolher os dados dos dispositivos e começar a analisar como ocorre a interação entre os animais.

6) Striptease

  • Pesquisadora:  Doutora Rachel Colosi
  • Instituição:  Universidade de Lincoln
  • Objeto de estudo:  As características de uma comunidade de strippers

Muito antes de se tornar doutora, Rachel Colosi trabalhou como stripper. Sem imaginar que seguiria a carreira acadêmica, ela fez mestrado e doutorado e aproveitou sua experiência para estudar a profissão. O que ela encontrou foi uma comunidade de mulheres com suas regras, uma hierarquia estabelecida, ritos de passagem (das novatas às experientes) e uma linguagem própria. Além de definir uma etnografia do grupo, a pesquisadora acredita na relevância de um trabalho feito por alguém que já passou pela comunidade, em vez de um mero espectador.

7) Vampiros

Doutora Sam George, especialista em vampiros. Fonte da imagem: Reprodução/BBC

  • Pesquisadora:  Doutora Sam George
  • Instituição:  Universidade de Hertfordshire
  • Objeto de estudo: Os aspectos culturais dos vampiros na literatura mundial

Apesar de não acreditar em vampiros, a Doutora Sam George afirma que eles são capazes de refletir aspectos culturais dos meios de onde surgiram. E para provar que os vampiros são criaturas que nasceram muito antes do sucesso de “Crepúsculo”, a especialista oferece o curso “Túmulos abertos, mentes abertas: os vampiros e os mortos-vivos na cultura moderna” na universidade em que leciona. Ao estudar os contos folclóricos sobre personagens mortos-vivos que surgiram ao longo da história, a especialista acredita que contribui para a investigação das diversas manifestações e formas culturais dessas criaturas.