Depois que o uso do airbag se tornou uma lei incontestável para os automóveis do país, o número de acidentes mortais com pessoas que estavam dentro de um carro diminuiu drasticamente. Com isso, é normal que muitos passem a confiar nesse tipo de equipamento, ficando com aquela sensação de mais segurança na hora de entrar em um veículo e cair na estrada — isso se você não vive no meio do trânsito.

Contudo, nem sempre o airbag é um super-herói, salvando a vida do motorista e dos passageiros de plantão, principalmente se você for atingido no rosto a 320 km/h por um deles — nessa velocidade até uma sacolinha de mercado pode fazer estrago.

E foi justamente isso que aconteceu com uma garota americana: ao inflar, um airbag atingiu a superfície do olho dela, gerando algumas consequências, digamos, não muito legais para ela. Para você ter ideia, no momento do choque, o airbag inflou tão rápido que a garota não teve tempo nem para piscar.

My NRMA

O vilão da história

Quando o nylon do equipamento atingiu o rosto da menina, ela acabou ganhando dois “belos” presentes: tatuagens personalizadas, uma em cada olho. Mas calma, não é esse tipo de tatuagem tradicional que você está pensando.

Na verdade, o nylon deixou um padrão em seu olho direito (foto A) e rasgou a superfície do esquerdo (foto B). Mas ela deu sorte: sua visão não foi danificada e em algumas semanas os ferimentos já estavam completamente curados — ufa, ainda bem!

Gizmodo

Deixar o airbag de lado?

Jamais! Mesmo não sendo tão raros os machucados causados pelo nylon em airbags tradicionais, com certeza é melhor do que cair na estrada sem ele no carro — as consequências podem ser bem piores. A dica é tentar fechar os olhos no momento em que o airbag inflar, mas é bom treinar: você tem apenas 0,04 segundos para isso.

***

E você, leitor, conhece outros acidentes que aconteceram por causa de airbag? Não deixe de compartilhar sua informação com a gente nos comentários abaixo.