Não é nada difícil encontrar pessoas dispostas a reclamar do trabalho que fazem. Seja por causa do salário, do chefe mala, das tarefas cansativas ou até mesmo dos colegas de trabalho, é bastante fácil reunir queixas e defeitos de quase todo trabalhador do mundo.

Em alguns casos, no entanto, o descontentamento vai além das reclamações cotidianas – infelizmente, tem gente que é realmente miserável em termos de trabalho.

The office

Um estudo divulgado pela Universidade de Chicago reuniu algumas das funções que mais fazem com que as pessoas se sintam infelizes e, como já é de se imaginar, o grande campeão de reclamações é o trabalho manual pouco remunerado – confira mais profissões de pessoas infelizes a seguir:

1 – Construtores de telhados

2 – Garçons

3 – Bartenders

4 – Empacotadores

5 – Trabalhadores de frete e de estoque

6 – Vendedores de roupa

7 – Caixas

8 – Cozinheiros

9 – Açougueiros

10 – Vendedor de móveis

Felizmente, nem toda profissão causa tanto desgosto e, em contrapartida, temos algumas funções que fazem com que as pessoas se sintam felizes, satisfeitas e realizadas:

1 – Membro do clero

2 – Terapeuta físico

3 – Bombeiro

4 – Administrador educacional

5 – Pintor, escultor e artista plástico

6 – Professor

7 – Escritor

8 – Psicólogo

9 – Professor de educação especial

10 – Supervisor de escritório

11 – Vendedor de seguros

Duas pessoas dançando

Para a reverenda Cynthia Lindner, Diretora de Estudos do Ministério da Universidade de Chicago, trabalhar com aspectos que estejam relacionados com as convicções profundas das pessoas, inclusive em termos de fé, é uma forma de conseguir um trabalho que seja realmente satisfatório.

O autor do estudo, Tom W. Smith, explicou que os trabalhos que causam maior satisfação são, especialmente, aqueles que envolvem cuidado, ensino e atividades criativas.