“Um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade”. Esta talvez seja a frase mais famosa que marca a chegada do homem à Lua. Neil Armstrong foi o responsável por imortalizar esse feito, em 20 de julho de 1969.

Hoje, quase 50 anos depois, missões espaciais estão um pouco mais comuns e contam com mais tecnologia e facilidades. Toda essa evolução também desperta curiosidades; por exemplo, quão rápido anda um astronauta quando está em uma caminhada espacial ou quais são as temperaturas no espaço? Vamos falar um pouco sobre isso aqui.

Nem só de caminhadas na Lua vivem os astronautas. Grande parte das missões são compostas por caminhadas espaciais, ou EVA — que, traduzido para o português, significa atividade extraveicular. A sigla é utilizada para descrever qualquer ação desempenhada fora de um veículo no espaço, como quando há necessidade de efetuar reparos, experimentos científicos, estudos sobre o ambiente, entre outros. O primeiro astronauta a realizar o ato foi o russo Alexei Leonov, em 18 de março de 1965, em uma breve caminhada de 10 minutos.

Existe até um recorde mundial para maior número de caminhadas espaciais, que pertence a outro russo, Anatoly Solovyev. Ele tem em seu currículo 16 repetições para a atividade. Enquanto no início da era espacial uma EVA levava alguns minutos, hoje, na estação espacial, pode durar até algumas horas.

Apesar do nome, não é bem uma caminhada de fato. Segundo o astronauta Douglas Wheelock, o termo mais apropriado seria balé na ponta dos dedos. Ele brinca que o melhor exercício que se pode fazer para estar bem preparado para ir ao espaço é utilizar equipamentos para fortalecer as mãos, já que é necessário bastante força para impulsionar o próprio corpo e, depois, para segurá-lo quando tiver de parar.

Já a velocidade é limitada por vários fatores. Como a gravidade é bem diferente da que experienciamos aqui na Terra, é necessário utilizar cordões para que seja possível manter os astronautas presos e evitar que saiam flutuando perdidos no espaço. Com isso, a estimativa é de que se movimentem a 0,5 m/s, aproximadamente 1,8 km/h. Até existe a possibilidade de que eles andem mais rapidamente, porém é preciso minimizar os riscos; afinal, um erro pode ser fatal.

Como se não bastasse a movimentação limitada, ainda é necessário lidar com mudanças abruptas de temperatura. Por não possuir uma proteção atmosférica, a variação média na região onde fica a estação espacial vai de -150 ºC a 120 ºC, podendo chegar a até 250 ºC!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!